Política

Turismo

Mariana Mortágua defendeu uma moratória à construção de hotéis, mais limites ao alojamento local e proibição de venda de casa a não residentes. E criticou o autarca lisboeta por ter deixado abrir dois hotéis por mês na cidade e o primeiro-ministro por trazer de volta as borlas fiscais para estrangeiros endinheirados.

Transportes

A greve de 24 horas convocada pelo STRUP para 11 de julho é um protesto contra a falta de respostas da administração e da Câmara de Lisboa às reivindicações dos trabalhadores.

Justiça fiscal

Na cerimónia organizada pela autarquia, a coordenadora bloquista reafirmou o seu compromisso com a causa do povo da região, que continua a reclamar o pagamento dos impostos por parte da EDP em relação às barragens ali instaladas.
 

Operação “Porta Aberta”

Líder da comunidade lança campanha internacional para atacar o novo presidente do Conselho Europeu, afirmando que Costa representa “um perigo para as comunidades judaicas” europeias e “tem uma história de animosidade contra os judeus”. O seu irmão jornalista, Ricardo Costa, é outro alvo da campanha.

Habitação

Mariana Mortágua esteve esta terça-feira no bairro autoconstruído em terrenos do IHRU em Almada, que ameaçou os moradores com a demolição das habitações para depois recuar face à mobilização.

Fabian Figueiredo criticou a procuradora por não prestar os esclarecimentos necessários, desvalorizar “o uso recorrente de meios intrusivos de prova”, lisonjear “o incumprimento de limites para detenção sem medidas de coação” e afirmar que há uma “campanha orquestrada” contra o Ministério Público, sem o esclarecer.

França

Mariana Mortágua reagiu à vitória eleitoral da esquerda em França sublinhando que é o programa da esquerda que pode vencer o neofascismo e o centrismo liberal “que é uma degradação das condições de vida e o empobrecimento das pessoas”.

Em Viseu, Mariana Mortágua criticou as propostas apresentadas esta semana pelo ministro das Finanças, por repetir as receitas de baixar impostos às maiores empresas e de apostar no aumento do turismo. 

Debates

O fim de semana de debates promovido anualmente pelo Bloco de Esquerda já tem local e data marcada. Inscrições abrem na próxima semana.

Bloco

Entre os dias 25 a 28 de julho, jovens de todo o país encontram-se no acampamento Liberdade, no parque de campismo de S. Gião, em Oliveira do Hospital. São quatro dias de debate, camaradagem, música e festa, “abrindo caminhos à Esquerda”! O programa já foi divulgado e as inscrições ainda estão abertas.

Descida do IRC

O Governo anunciou que vai começar a descida do imposto pago pelas grandes empresas já no próximo ano até que este chegue aos 15% no fim da legislatura. Mariana Mortágua diz tratar-se de uma “enorme borla fiscal”.

Madeira

À hora a que Ventura chamava os polícias para a Assembleia da República, na Madeira o Chega entregava o Governo a um político apontado pela Justiça como o líder de um esquema de corrupção com dinheiros públicos.

Delegações dos dois partidos encontraram-se esta quinta-feira para continuarem a discutir a situação política no rescaldo das eleições europeias.

Justiça fiscal

O Observatório Fiscal da UE apresentou um relatório ao G20 que coloca Portugal na terceira posição da perda de receita fiscal para atrair estrangeiros ricos. Ministro das Finanças diz ao Financial Times que vai recuperar o regime de residentes não habituais.

Lisboa

No debate desta terça-feira na Assembleia Municipal, Carlos Moedas respondeu às críticas do Bloco dizendo que foi o único presidente de Câmara a travar o alojamento local. Mas as suas ações ao longo do mandato mostram o contrário.