Política

Professores

Professores que ficaram vinculados estão a ser contactados pelo Ministério da Educação para lhes sugerir que rescindam contratos por suposta falta de vaga. Joana Mortágua contrapõe que o verdadeiro problema são as vagas que ficaram por preencher.

Direitos

Em encontro com o Bloco, a bastonária critica “falta de direitos de previdência”, desadequação da tabela remuneratória do sistema de Acesso ao Direito e problemas com remuneração de estágios. Mariana Mortágua diz que “há muitas pessoas desprotegidas” e que se deve assegurar a todas “o acesso aos mesmos direitos” de Segurança Social.

Lisboa

A direita que governa a autarquia da capital votou contra mas a proposta que estipula que o problema seja resolvido até outubro acabou mesmo por avançar.

Política

Presidente da República reitera posição de que a retirada da manifestação de interesse deve ser temporária. Bloco quer rever lei e reintroduzir mecanismo. Mariana Mortágua crítica medida que cria vários problemas.

Advogados

Governo revela que está prestes a cessar funções de atual comissão de avaliação para a integração da Caixa de Previdência dos Advogados Solicitadores, para de seguida criar outra comissão com o mesmo objetivo. Mariana Mortágua reúne-se no dia 25 de julho com a bastionária da Ordem dos Advogados.

Madeira

Chega abstém-se na votação do Orçamento da Madeira para 2024 e permite que PSD governe, mas retira contrapartidas.

Política

Depois da reunião com o Governo, Mariana Mortágua falou aos jornalistas e criticou o "afunilamento ideológico" do Executivo de Montenegro, que governa "para os donos do país".

Comissão Europeia

A atual presidente da Comissão Europeia, Ursula Von Der Leyen, foi reeleita para um novo mandato em eleições onde os verdes se juntaram ao centro e aos liberais para aprovar a continuação da política de mercado e a aproximação à extrema-direita.

Açores

O Chega quer que as crianças filhas de pessoas que não têm emprego fiquem para trás nas listas de espera para acesso a creches gratuitas. A direita votou a favor. O Governo de Bolieiro compromete-se agora a implementar um “projeto-piloto” considerado discriminatório pela oposição.

Política

Enquanto negoceia o valor da despesa pública em Bruxelas, o Governo não divulga publicamente nem revela ao Parlamento as previsões de despesa para os próximos anos. A proposta de lei das Grandes Opções para 2024-2028 requer, por lei, a indicação das perspetivas para a despesa pública, mas o documento entregue ao Parlamento não as apresenta.

Penafiel

Uma “enorme injustiça e ilegalidade” foi a expressão que Mariana Mortágua utilizou para descrever a situação, que deixou no desemprego quase duas dezenas de trabalhadoras, algumas das quais trabalhavam na limpeza e manutenção do centro de saúde em Penafiel há mais de vinte anos.

Extrema-direita

A extrema-direita europeia tenta hoje disfarçar as suas velhas ligações a Vladimir Putin. Mas a aliança “Patriotas Pela Europa” - que o Chega acaba de integrar - tem Viktor Orbán como principal promotor. Dois dias antes de lançar este grupo, o primeiro-ministro húngaro esteve no Kremlin.

O partido apresenta queixa na Comissão Europeia devido a benefício fiscal que viola regras do PRR. Mariana Mortágua diz que “por detrás de discurso sobre empreendedorismo e inovação está montado um negócio de exploração de fundos públicos e benefícios fiscais”.

José Cesário foi notícia esta quinta-feira por ter nomeado um secretário com posições a favor de Salazar e de Franco. Mas as suas ligações com a extrema-direita não ficam por aqui. O nome de César do Paço também entra nesta história.

Vitório Cardoso é desconhecido do grande público mas conhecido como “facilitador” de negócios entre Portugal e a China. Admirador de Salazar e de Franco, dirigente e autarca do PSD mas presente em manifestações do Chega, foi nomeado secretário pessoal do Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, passando a ter acesso a informação sensível.