Está aqui

Cultura

Maria Teresa Horta: a censura de “Minha Senhora de Mim” (1971)

Novembro 15, 2019

"Minha Senhora de Mim (1971) compõe-se de 59 poemas. Neles, a autora usa a forma poética das cantigas de amigo medievais, usando a literatura canónica – e, portanto, a tradição literária – para desafiar um status quo." Por Ana Bárbara Pedrosa.

Patrícia Reis e as crianças como entulho

Novembro 14, 2019

O grande trunfo do romance será a exploração de uma vida quase marginal, com personagens convincentes, pese embora a tentativa de universalização da criança pela ocultação de género e de nome (“M.”). Tudo pesado, o que sobrevive após a leitura são as partes acutilantes e comoventes. Por Ana Bárbara Pedrosa.

Cláudio Torres.

Cláudio Torres: a “Arqueologia de uma Vida” estreia na televisão pública

Novembro 13, 2019

Esta quinta-feira às 23.05, na RTP2, estreia uma minissérie documental de três episódios sobre a vida de Cláudio Torres, resistente antifascista e o arqueólogo que mudou a forma de ver a presença da cultura islâmica no nosso país.

Fotografia de Alexandre Nobre. Arquivo da Rádio Nacional de Angola. Para o documentário Dipanda'75.

Angola: a palavra na canção e a emancipação da cultura popular face ao imperalismo

Novembro 11, 2019

Esta segunda-feira faz 44 anos que Angola se tornou independente. Soraia Simões de Andrade reflete sobre o papel da canção no processo de emancipação da cultura popular deste país nos anos entre 1961 e 1975.

Atores de "Sorry We Missed You"

Cinema : "Sorry We Missed You", de Ken Loach

Novembro 11, 2019

Com esta nova história familiar, Ken Loach e o seu argumentista, Paul Lavert, dissecam cada etapa do desastre social e intimo da uberização que provoca, pela implosão de cada indivíduo, a explosão do coletivo. Por Cathy Billard.

Gabriel Mascaro: “É curioso perceber a discussão política do erotismo como resposta a um estado repressor”

Novembro 10, 2019

Paulo Portugal entrevista Gabriel Mascaro sobre o seu novo filme, “Divino Amor”, que o entrevistador considera encenar “um Brasil distópico em que a ideia da fé evangélica se funde com o erotismo dos pink movies japoneses dos anos 70 e até mesmo da pornochanchada brasileira.”

Maria Teresa Horta: a censura de “O delator”

Novembro 8, 2019

"É uma peça nitidamente marxista, sem ponta por onde se lhe pegue: se fizesse cortes seria da primeira à última linha. Por isso reprovo.", pode ler-se num parecer da PIDE. Por Ana Bárbara Pedrosa.

Cesária Évora. Ilustração de Felizardo em http://felizardocartoon.blogspot.com/

A morna recebe indicação positiva para ser património imaterial da humanidade

Novembro 8, 2019

No dia em que o primeiro-ministro cabo-verdiano anuncia que a UNESCO atribuiu classificação positiva à morna para poder vir a ser declarada património imaterial da humanidade, avaliação final que será feita em dezembro, Soraia Simões de Andrade escreve sobre o significado desta forma musical para a cultura deste país.

Dossier Caso Alcindo Monteiro, SOS Racismo - Foto de Soraia Simões de Andrade

Relembro que Alcindo Monteiro foi pontapeado, por ser negro

Novembro 5, 2019

Nuno Cláudio Cerejeira, que esteve no programa da RTP “A nossa tarde”, foi condenado, como outros foram, nele não há sinais de arrependimento e tem seguidores. Artigo de Soraia Simões de Andrade

Divino Amor: fé no erotismo e na rave evangélica de Gabriel Mascaro

Novembro 5, 2019

O novo filme do brasileiro Gabriel Mascaro encena um Brasil distópico em que a ideia da fé evangélica se funde com o erotismo dos pink movies japoneses dos anos 70 e até mesmo da pornochanchada brasileira. Artigo de Paulo Portugal.

Mário Mesquita.

Mário Mesquita votou contra decisão da ERC de não se opor à compra da TVI

Novembro 2, 2019

A compra da Media Capital pela Cofina “comporta um sério risco de diminuir o pluralismo jornalístico e a diversidade de opiniões nos media em Portugal”, diz o membro do Conselho Regulador da ERC no seu voto de vencido.

Fiama Hasse Pais Brandão: a censura de "Quem move as árvores" (1970)

Novembro 1, 2019

"As relações dialógicas são constantes na obra de Fiama: se em O Testamento vimos que vida e peça se confundem, dialogando, em Quem move as árvores há um paralelismo temporal com alcance no passado, entre a época da monarquia e o Estado Novo. Em nenhum dos casos o povo escolhe, o poder é imposto." Por Ana Bárbara Pedrosa.

Imagem do filme "Vitalina Varela"

Vitalina Varela: O requiem negro de uma cabo-verdiana

Outubro 30, 2019

Depois de vencer o Leopardo de Ouro em Locarno, estreia esta quinta-feira o mais recente fime de Pedro Costa. "Um filme do outro mundo", escreve Paulo Portugal.

A Guitarra de Coimbra.

Uma história alternativa da guitarra de Coimbra

Outubro 27, 2019

A propósito do seu documentário, A Guitarra de Coimbra, Soraia Simões de Andrade reflete sobre a relação entre a narrativa dominante e discurso invisível, sobre desocultamento de outros lados das histórias, longe da saturação e a sobrevalorização do que é sobejamente conhecido e inscrito em variadíssimos dispositivos.

Imagem do filme O herói das Ovelhas.

CineEco: A lama, as ovelhas, o nuclear e o cinema a caminho do Antropoceno

Outubro 27, 2019

O Festival de Cinema Ecológico decorreu em Seia entre os dias 12 e 19 de outubro. Paulo Portugal apresenta-nos alguns dos filmes que foram a concurso e que vale a pena conhecer, num evento que é também uma mostra de problemas ambientais e das soluções que estão a ser procuradas.

Fiama Hasse Pais Brandão: a censura de três peças num volume

Outubro 25, 2019

"Auto da Família, consiste numa versão ou visão desprimorosa e desrespeitosa do Natal de Cristo, apresentando Maria e José como dois criminosos que, depois de terem morto, para os comerem, a vaca e a mula do presépio, abandonam o filho à porta do lavrador, proprietário da estrebaria onde os deixara alojar." Por Ana Bárbara Pedrosa.

Zé Pedro.

Zé Pedro Rock’n’roll, uma vida inteira a dar-nos música

Outubro 24, 2019

O documentário Zé Pedro Rock’n’Roll foi exibido em estreia mundial no DocLisboa, na secção Heart Beat. Agora só falta a descoberta pelos fãs do líder dos Xutos & Pontapés.

O Teatro Maria Matos foi inaugurado no dia 22 de outubro de 1969

Teatro Maria Matos faz 50 anos, mas continua fechado

Outubro 23, 2019

O Teatro Maria Matos em Lisboa foi inaugurado há 50 anos. Há menos de dois anos a vereadora da Cultura decidiu a sua concessão a privados. O teatro está encerrado numa guerra que continua em tribunal. O Bloco defende a anulação da concessão, como explica em vídeo o deputado municipal Tiago Ivo Cruz.

Mário Branquinho: “O CineEco é um ato de resistência”

Outubro 22, 2019

Um concurso de vídeo promovido por Mário Branquinho em 1994 acabaria por lançar a semente para o único festival de cinema ambiental em Portugal – o CineEco – Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra da Estrela, e um dos mais antigos. Artigo de Paulo Portugal.

Cartaz da exposição “Your money and your life” de Claire Fontaine.

Claire Fontaine: arte feminista sobre lucro e objetificação para ver em Lisboa

Outubro 21, 2019

Inaugura esta terça-feira na Galeria Avenida da Índia, em Lisboa, uma exposição do coletivo feminista Claire Fontaine. “Your money and your life” apresenta um conjunto de obras que pretendem refletir sobre o lucro e objetificação do ser humano.

Fotografia: página de Facebook do autor

Geovani Martins: “Um mosaico possível do Rio de Janeiro”

Outubro 19, 2019

O esquerda.net entrevistou Geovani Martins, autor carioca, a propósito do seu livro de contos “O sol na cabeça”, recentemente publicado em Portugal. Por Ana Bárbara Pedrosa.

Fiama Hasse Pais Brandão: a censura de “O Museu”

Outubro 18, 2019

O tom absurdista da peça dificulta a sua análise, na medida em que, para além de não haver grandes relações dialógicas até nos próprios diálogos, se torna difícil descortinar as intenções da autora. No entanto, são mostrados dois grupos numa relação conflitual, em que um está submisso ao outro, recebendo acriticamente as suas instruções, viabilizando acontecimentos que servem os interesses do segundo. Por Ana Bárbara Pedrosa.

“Nenhum ditador merece uma vírgula das minhas mãos”

Outubro 17, 2019

O Esquerda.net falou com Mário Lúcio Sousa, cantautor, pintor, poeta, romancista, ex-ministro da Cultura de Cabo Verde, a respeito do seu último livro publicado em Portugal, “O diabo foi meu padeiro”. A entrevista focou-se no campo de concentração do Tarrafal, onde se passam as ações do romance. Por Ana Bárbara Pedrosa.

Capa do livro Um Muro no Meio do Caminho. Porto Editora.

Julieta Monginho vence prémio Fernando Namora com romance sobre migrantes

Outubro 16, 2019

O romance “Um Muro no Meio do Caminho” venceu por unanimidade o Prémio Literário Fernando Namora. Nele, Julieta Monginho retrata passagem dos migrantes pelo Mediterrâneo. “Um livro que, sob a forma de um olhar simultaneamente afetuoso e triste, nos revela a face de uma humanidade perdida de si mesma”.

Foto de Paulete Matos.

Apoios às Artes: Júris criticam insuficiência de verbas nos concursos

Outubro 13, 2019

Os júris dos concursos bienais do programa sustentado de apoio às artes, para 2020-2021, são unânimes ao afirmarem que os montantes disponíveis são manifestamente insuficientes em função das candidaturas.