Está aqui

Carlos Vieira

Ativista associativo na defesa dos Direitos Humanos. Militante do Bloco de Esquerda. Escreve com a grafia anterior ao acordo ortográfico de 1990

Artigos do Autor(a)

24 de Fevereiro, 2020 - 18:02h

Joana Craveiro montou, no Teatro Viriato, “um estaleiro em construção” de memórias da ditadura e da revolução. Artigo de Carlos Vieira

28 de Janeiro, 2020 - 13:48h

É já um lugar comum dizer-se que os discursos racistas, em Portugal (e noutros países onde os Direitos Humanos estão minimamente protegidos na Lei), começam quase sempre por “eu cá não sou racista, mas...”.

15 de Janeiro, 2020 - 10:29h

Trump e os falcões dos EUA podem ripostar com outros assassinatos mais ou menos selectivos, mas os últimos a rir poderão ser os fanáticos terroristas do Daesh.

31 de Dezembro, 2019 - 14:14h

Quando apelidei Almeida Henriques de “grande facilitador”, olhos nos olhos, apenas me baseei em factos políticos. Porém, espero não ter sido premonitório...

23 de Novembro, 2019 - 19:23h

O maior criador de música portuguesa de todos os tempos, a par de José Afonso, saíu de cena, mas não morreu... Porque os génios vivem para sempre! Por Carlos Vieira

14 de Novembro, 2019 - 10:33h

José Vieira assume que começou a filmar documentários por militância, sem formação teórica, aprendendo no terreno, com os erros.

4 de Outubro, 2019 - 14:53h

O meu voto pode ajudar a melhorar (ou prejudicar, se me enganar na cruz) a minha vida e a do(a) leitor(a), assim como o seu voto também pode contribuir nesse sentido, ou, pelo contrário, pode ajudar a prejudicar a sua e a minha vida.

24 de Agosto, 2019 - 15:10h

Afonso Costa ordenou uma repressão feroz, com o fecho de sedes de sindicatos e a prisão de centenas de sindicalistas - ficou conhecido como “racha-sindicalistas”.

19 de Maio, 2019 - 21:41h

A verdade é que temos de ter respostas científicas. Se não houver alternativas ao lítio, quem é que abdicará do seu telemóvel ou do seu computador (com baterias a iões de lítio)?... Quem é o primeiro a partir o telemóvel, como na letra do Conan?...

22 de Novembro, 2018 - 12:12h

Os lisboetas viram passar na Av. da Liberdade “o maior desfile militar dos últimos cem anos”, para assinalar o Armistício da I Guerra Mundial. Ora, se há guerra de que ninguém se deva orgulhar, esta é uma delas.

Páginas