You are here

Aldeia Iñupiaq, Alasca, decide mudar-se por causa de alterações climáticas

Habitantes fazem referendo sobre continuarem a viver no mesmo local em que a relocalização tem maioria. Erosão e o aumento do nível do mar foram decisivos na decisão.
Criança de Shishmaref numa aula de esqui de fundo, foto de Angela/Flickr.

Shishmaref é uma pequena ilha na costa oeste do Alasca onde vive uma comunidade Iñupiaq há quarto gerações, que tem vindo a enfrentar uma crescente erosão costeira e o aumento no nível da água do mar. Os Iñupiaq são um entre muitos povos que foram conhecidos pelo nome colonial esquimós e que fazem parte da população originária do Alasca.

A ABC news noticia que na passada quinta feira, dia 18, a comunidade realizou um referendo para decidir se se deveriam manter no local, aumentando as proteções, ou mudar-se. Os 600 habitantes escolheram relocalizar a aldeia.

A comunidade tem sofrido os efeitos devastadores das alterações climáticas. Desde os anos 90, já tiveram de mudar cerca de 19 casas de um lado da ilha para outro devido à erosão costeira. O gelo fica formado cada ano mais tarde e houve membros da comunidade que morreram quando caíram através do gelo, numa altura do ano em que já costumava estar espesso o suficiente para aguentar com o seu peso. 

Dos 20 anos mais quentes de que há registo, 16 foram no século XIX os restantes foram na última década do século XX. 

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Ambiente
Comentários (2)