Ambiente

Greenwashing

Citibank, JPMorgan Chase, Itaú Unibanco, Santander, Bank of America e HSBC concentram metade do financiamento direto a operações de exploração de petróleo e gás na região amazónica de países como o Brasil, Peru, Colômbia e o Equador. Ao mesmo tempo, fazem falsa propaganda sobre os seus compromissos ambientais, defende um estudo da rede indígena COICA.

Crise climática

O secretário-geral da ONU chama-lhes “os padrinhos do caos climático”. Guterres apela aos governos para que proíbam a publicidade das empresas de combustíveis fósseis e ao setor dos media para recusar os seus anúncios. Em Portugal, a Galp acaba de lançar uma nova campanha milionária de "greenwashing" através da seleção de futebol.

Mobilidade sustentável

No Dia Mundial da Bicicleta, o professor de transportes lembra que o fomento da utilização da bicicleta é um instrumento fundamental para conseguir cidades pacificadas e mais humanas. Mas o uso da bicicleta enfrenta ainda desafios da segurança do estacionamento e da educação para a segurança rodoviária.

porFrancesc Robusté
Poluição

Os PFAS foram descobertos nos anos 1940. Por serem antiaderentes, impermeabilizantes, resistentes ao calor e estáveis, passaram a estar presentes em muitos produtos usados no quotidiano. Os testes dizem que agora estão por todo o lado e os seus efeitos na saúde são fonte crescente de preocupação.

porRobert Barouki
Comboios

Por toda a Europa estão a ser retomadas ligações ferroviárias noturnas, mas Lisboa continua sem ligação desde 2020. A campanha pelo seu regresso organiza esta sexta à noite uma festa em modo “silent disco” no cais de Santa Apolónia.

Europeias 2024

As deputadas e deputados que forem agora eleitas irão tomar decisões existenciais, não só sobre o futuro deste continente como do resto do planeta, dada a importância económica, política e até militar da UE no contexto global. Isto numa década que é absolutamente crucial para travar as piores consequências da emergência climática.

porLuís Fazendeiro
Mobilidade

O plano apresentado por Carlos Moedas esta quinta-feira anuncia um aumento de 50% da rede ciclável. Mas o aumento inclui as ligações já previstas, algumas que já estão feitas e as de Monsanto que não se destinam à mobilidade urbana, aponta o Bloco.

Machismo

A maioria dos defensores mais fervorosos da “masculinidade tradicional” veem a ecologia como uma perda de tempo, uma perda de privilégios ou uma conspiração. E espalham ao mesmo tempo na Internet xenofobia, misoginia e negacionismo climático.

porPauline Ferrari
Ambiente

Dois economistas norte-americanos defendem que os efeitos económicos das alterações climáticas “são comparáveis a ter uma grande guerra no interior do país, para sempre”.

Desde o Acordo de Paris, os 60 maiores bancos do mundo financiaram com 6,9 biliões de dólares mais de 4200 empresas de combustíveis fósseis. Quase metade do dinheiro serviu para as empresas expandirem as suas operações.

INUNDAÇÕES no RIO GRANDE DO SUL

A direita defende que "não devemos politizar” a tragédia no Rio Grande do Sul porque sabe que vai perder o debate e só lhe resta tentar apresentar o crítico como oportunista. Mas a atual crise é fruto do negacionismo climático e de um programa de austeridade neoliberal que foi aprofundado – e denunciado pela esquerda – nos últimos anos.

porMarcos Martim
TRANSIÇÃO CLIMÁTICA

Mariana Mortágua e Catarina Martins juntaram-se numa conferência de imprensa sobre a importância das questões ambientais. Foi anunciado um projeto para parar as minas de lítio e um pacote de medidas a implementar à escala europeia.

Inundações

Os alertas climáticos não foram levados a sério, as ações de mitigação não foram implementadas e a região está presa a um modelo de concentração da riqueza e destruição ecológica que prometia desenvolvimento mas trouxe catástrofe, explica Heverton Lacerda em entrevista ao IHU.

Tejo

O proTejo e outras organizações, como autarquias, organizações ambientalistas, sociais, culturais, afirmam que o país não cumpre a Diretiva Quadro da Água assim causando “danos ecológicos, económicos, sociais e culturais”.

 

Justiça climática

Nos 50 anos da Revolução de Abril, sete coletivos alertam que a justiça climática "exige transportes movidos de forma sustentável, acessíveis e cujo custo não exclua ninguém, que sirva toda a gente, que crie emprego qualificado e com direitos".