Está aqui

Ucrânia: Confirma-se vitória de Zelenskiy nas presidenciais

A segunda volta das presidenciais foi disputada por dois candidatos: o ator e humorista Volodymyr Zelensky, que liderou as sondagens após uma vitória clara na primeira volta em 31 de março (30%), e o presidente Petro Poroshenko (16%), que tentava a reeleição.
Fotografia: commons/wikimedia.org
Fotografia: commons/wikimedia.org

No seguimento das vitórias de figuras que se afirmam anti-sistémicas, como Trump, Bolsonaro ou Beppe Grilo, esta vitória assinala a chegada das eleições “populistas” ao leste europeu. Os analistas sublinham ainda a imagem televisiva como alavacanca para esta vitória, assim como a rejeição da política etno-nacionalista e anti-russa de Poroshenko.

A campanha de Zelenskiy baseou-se na ideia da luta contra a corrupção e em acabar com a guerra no leste do país, entre tropas ucranianas e combatentes pró-russos. Zelenskiy contava ainda com o apoio do oligarca Igor Kolomoiskiy.

Um mapa publicado no Twitter mostra a dimensão da vitória de Zelenskiy. Com 90 por cento dos votos, o nome parecia quase unânime.

As próximas eleições legislativas estão previstas para daqui a seis meses e é possível que do parlamento haja uma completa falta de apoio ao recém-empossado presidente.

A votação decorreu num clima de segurança, destacando-se apenas a multa de 30 dólares aplicada a Zelenskiy por ter mostrado o voto às câmaras antes de o colocar na urna.

Termos relacionados Internacional
(...)