Preço das rendas com maior aumento de sempre em outubro

14 de novembro 2023 - 11:08

Segundo os dados do INE relativos à inflação, o valor médio das rendas habitacionais em outubro subiu 4,96% em relação ao ano passado, batendo assim o anterior recorde atingido em 2014.

PARTILHAR
prédio de habitação
Foto Paulete Matos.

Os dados desagregados sobre a evolução da taxa da inflação divulgados na segunda-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) confirmam a tendência de subida acentuada do preço das rendas de casa.

Segundo o Jornal de Negócios, desde março que o preço das rendas habitacionais está a subir acima dos 4%. Mas foi em outubro que esse aumento bateu o anterior recorde estabelecido em 2014, subindo a uma taxa muito próxima dos 5%.

Com este aumento, a variação homóloga do preço das rendas mais do que duplica a taxa de inflação registada no mês passado, que se ficou pelos 2,1%, a mais baixa desde o final de 2021 e que confirma a tendência de descida já registada em setembro. Quanto à taxa de inflação subjacente, a que exclui o preço dos alimentos e energia, também caiu pelo nono mês consecutivo para 3,5%, quando em setembro tinha sido de 4,1%.

Em 2024, o Governo recusa aplicar um travão nos aumentos das rendas, com o INE a fixar um coeficiente de atualização, com base na inflação do ano anterior, que permitirá aumentos até 6,94%, os maiores dos últimos 30 anos.

Quanto às portagens, que têm por referência o índice de preços ao consumidor de outubro excluindo habitação, acrescido de 0,1 pontos percentuais previstos no acordo do ano passado entre Governo e concessionárias, o aumento será de 2,04%.