Está aqui

Multinacionais de exploração de lítio “não são bem-vindas”

Mais de mil pessoas, incluindo os presidentes de Câmara de cinco municípios, participaram este domingo num protesto contra a prospeção de lítio na Serra d’Arga.
O protesto pretendeu “mostrar ao Governo que tudo será feito para impedir a concretização deste ataque” ao território.
O protesto pretendeu “mostrar ao Governo que tudo será feito para impedir a concretização deste ataque” ao território. Foto de Arménio Belo, via Lusa.

A concentração deste domingo em Viana do Castelo juntou mil pessoas, bem como quatro presidentes de Câmara do PS (Viana do Castelo, Caminha, Vila Nova de Cerveira e Paredes de Coura) e um do CDS-PP (Ponte de Lima), unidos contra os projetos de prospeção e pesquisa de lítio previstos para Serra d’Arga.

Com o lema "Minho Unido contra as Minas", o protesto pretendeu “mostrar ao Governo que tudo será feito para impedir a concretização deste ataque” ao território e para exibir “a força do Minho e do Alto Minho, das populações, autarquias e associações de cinco concelhos dos distritos de Viana do Castelo e Braga”.

“As minas não compensam” comprometer “um património singular”. Por isso, as multinacionais de exploração de lítio “não são bem-vindas”.

“O valor que temos na Serra d’Arga é muito superior ao que poderá vir da exploração mineira. A preservação ambiental é um valor incalculável no futuro. Quem tiver paisagem, equilíbrio, biodiversidade tem um património inestimável que vai valer muito mais do que muitas minas”, disse à Lusa o presidente da Câmara de Paredes de Coura, Vítor Paulo Pereira.

O protesto foi organizado pelo Corema - Movimento de Defesa do Ambiente e Património do Alto Minho, o movimento em Defesa da Serra da Peneda e Soajo, o movimento SOS Serra d' Arga, do distrito de Viana do Castelo, e o movimento SOS Terras do Cávado, de Barcelos, distrito de Braga.

Bombos, cantadores ao desafio, cavalos garranos - uma raça protegida devido ao risco de extinção e que é criado livre nas paisagens da Serra ‘Arga -, movimentos e associações de todo o concelho e de várias regiões do país integraram o desfile juntamente com mais de mil participantes. 

Entre as oito áreas previstas para integrar o concurso internacional para atribuição de direitos de prospeção e pesquisa de lítio, encontra-se uma área de perto de 25 mil hectares da Serra d'Arga, que abrange os concelhos de Caminha, Vila Nova de Cerveira, Viana do Castelo e Ponte de Lima.

A serra está atualmente em fase de classificação como Área de Paisagem Protegida de Interesse Regional, numa iniciativa conjunta daqueles quatro concelhos do distrito de Viana do Castelo para garantir a proteção daquele território de eventuais projetos de prospeção ou exploração de lítio e de outros minerais.

Termos relacionados Ambiente
(...)