Começa greve de três dias de trabalhadores de limpeza do Aeroporto de Lisboa

09 de novembro 2023 - 10:22

Os trabalhadores da empresa de limpeza industrial SAMSIC voltam à greve contra a “discriminação” de que dizem ser alvo. Reclamam “igualdade” no horário face aos outros trabalhadores que cumprem funções no mesmo aeroporto.

PARTILHAR
Trabalhadores da SAMSIC. Foto da CGTP.
Trabalhadores da SAMSIC. Foto da CGTP.

Os trabalhadores da SAMSIC, empresa de limpeza industrial, estão em greve entre os dias 9 e 11 de novembro. Para além da greve, na manhã desta quinta-feira, realizam uma concentração junto à entrada do metro do Aeroporto de Lisboa.

O STAD, Sindicato dos Trabalhadores de Serviços de Portaria, Vigilância, Limpeza, Domésticas e Actividades Diversas, justifica a paralisação pela “intransigência da empresa” face às negociações com os trabalhadores cuja última ronda terminou sem sucesso no dia 16 de outubro.

Os trabalhadores exigem horários iguais aos colegas de outras empresas que também prestam serviço neste aeroporto e cumprem um horário de 4 horas x 2, o pagamento de subsídio de turno e de transporte e já em junho, agosto e outubro passado tinham feito greve pelas mesmas razões.

Em comunicação dirigida aos trabalhadores, o STAD rejeita a “discriminação” face aos outros trabalhadores e reclama “igualdade”. Descreve ainda as funções como “de elevado desgaste e penosidade, a que acresce o facto de o regime de horário de trabalho ser o de trabalhar 6 dias e folgar dois dias”, um horário considerado muito duro.