Está aqui

Ana Luísa Amaral vence Prémio Literário Francisco de Sá de Miranda 2021

A poetisa conquistou o prémio pelo livro “Ágora”, que, segundo o júri, se destacou "pelo facto de, em intenso diálogo artístico com obras maiores da pintura, reescrever de modo intimista e fulgurante emblemáticos episódios bíblicos”.
Ana Luísa Amaral vence o Prémio Literário Francisco de Sá de Miranda 2021 – Foto escritas.org
Ana Luísa Amaral vence o Prémio Literário Francisco de Sá de Miranda 2021 – Foto escritas.org

A obra “Ágora” de Ana Luísa Amaral foi editada pela Assírio & Alvim, anunciou esta quarta-feira, 9 de junho, o Município de Amares, que promove a iniciativa, através do Centro de Estudos Mirandinos.

O júri do concurso, que foi presidido pelo professor da Universidade do Minho Sérgio Guimarães de Sousa, que acrescentou ainda "Ana Luísa Amaral é uma das grandes vozes poéticas da contemporaneidade". O júri contou ainda com a participação da professora da Universidade da Madeira Ana Isabel Moniz e com o vereador da Cultura da autarquia, Isidro Gomes de Araújo.

No final do mês passado, Ana Luísa Amaral recebeu o Prémio Rainha Sofia de Poesia Ibero-Americana, atribuído pelo Património Nacional de Espanha e pelaa Universidade de Salamanca. E, em dezembro do ano passado, tinha conquistado o Prémio Literário Vergílio Ferreira e o prémio Livro do Ano, na área de Poesia, atribuído elas livrarias de Madrid, pela publicação do seu livro "What’s in a name".

Segundo a Lusa, esta é a segunda edição do Prémio Literário Francisco de Sá de Miranda, promovido pela Câmara Municipal de Amares, através do Centro de Estudos Mirandinos, para obras de escritores de língua portuguesa, contou com 202 candidatos, seis dos Açores, dois de Espanha, três de França, um de Moçambique, 49 do Brasil e 141 de Portugal. O júri sublinhou o número elevado de obras recebidas, provenientes na sua maioria de Portugal e do Brasil.

O prémio, no valor de 7.500 euros, deverá ser entregue à escritora durante o mês de julho.

A primeira edição do Prémio Literário Francisco de Sá de Miranda, em 2019, distinguiu o escritor Nuno Júdice, pelo livro "O Mito de Europa", publicado pela Dom Quixote.

Termos relacionados Cultura
(...)