Está aqui

Ana Luísa Amaral conquista Prémio Literário Vergílio Ferreira

A poetisa, tradutora e professora universitária venceu por unanimidade o prémio pela sua obra que aborda “a memória e vindicação do feminismo português”.
Ana Luísa Amaral conquista Prémio Literário Vergílio Ferreira
Fotografia de Ana Luísa Amaral/Facebook.

Foi adjetivando-a de “uma das mais relevantes [poetisas] da atualidade” que a Universidade de Évora (UE) anunciou a atribuição do prémio Vergílio Ferreira 2021 à poetisa Ana Luísa Amaral.

A vencedora foi escolhida esta quinta-feira, por unanimidade, pelo júri do prémio, presidido pelo escritor e professor António Sáez Delgado e que, este ano, integrou os professores Pedro Serra, Ana Paula Arnaut e Cláudia Teixeira, assim como a crítica literária Anabela Mota Ribeiro, explicou à Lusa a academia alentejana.

Ana Luísa Amaral, “uma das mais relevantes poetisas da atualidade”, aborda, na sua obra, traduzida para diversas línguas, “a memória e vindicação do feminismo português”, considerou o júri, citado pela UE, em comunicado enviado à Lusa.

A obra da vencedora “desdobra-se em áreas tão diversas como a teoria e a prática literárias, reunindo ainda, pelo diálogo que estabelece com a tradição clássica e contemporânea, um conjunto de qualidades que apresentam o melhor dos processos de identificação da nova sociedade portuguesa”, sublinhou.

A poetisa recebeu ainda no passado dia 14 de dezembro o prémio de Livro do Ano na área de poesia, atribuído pela associação de livrarias de Madrid, pela publicação do seu livro "What’s in a name"

Nascida em Lisboa há 64 anos, Ana Luísa Amaral é ainda tradutora e professora de Literatura e Cultura Inglesa e Americana na Faculdade de Letras da Universidade do Porto.

Termos relacionados Cultura
(...)