Está aqui

José Joaquim Ferreira dos Santos

Reformado. Ativista do Bloco de Esquerda em Matosinhos. Escreve com a grafia anterior ao acordo ortográfico de 1990

Artigos do Autor(a)

20 de Janeiro, 2021 - 10:31h

Ao optar pelo voto contra do Orçamento do Estado para 2021, o Bloco de Esquerda fê-lo consciente por este não assegurar as condições mínimas de eficácia no combate à pandemia sanitária e à crise económica e social que se avoluma.

24 de Novembro, 2020 - 09:50h

Por pouca confiança democrática que nos mereçam os recém-eleitos, Joe Biden, para a presidência e Kamala Harris, para a vice-presidência dos EUA, tudo é melhor do que a manutenção de Donald J. Trump e do seu perigoso clã à frente da Casa Branca, em Washington.

10 de Novembro, 2020 - 23:17h

O Bloco de Esquerda votou contra o Orçamento do Estado 2021, na generalidade. Das razões apresentadas sobressaem a falha no que concerne ao financimento do SNS e ao apoio social necessário para dar resposta à grave crise sanitária e económica.

31 de Agosto, 2019 - 15:07h

Os sindicatos continuam a ser uma das mais significativas formas de organização dos trabalhadores para a defesa dos seus interesses na sociedade capitalista em que vivemos.

13 de Abril, 2019 - 10:23h

O projecto de alargamento do porto de Leixões, sob o pretexto de permitir a entrada de navios porta contentores de grande porte, necessita de um estudo económico, ambiental e político mais aprofundado.

12 de Junho, 2017 - 10:26h

O município de Matosinhos deve olhar para a questão das pescas e para os pescadores, como uma comunidade de cidadãos criadores de riqueza, merecedores de justiça e apoio.

26 de Março, 2016 - 16:47h

A forma leviana como alguns funcionários da União Europeia ousam opinar sobre as resoluções democráticas do povo português diz bem do pouco que a democracia vale para eles.

13 de Julho, 2015 - 02:42h

O povo grego deu, com a sua determinação, duas enormes lições à Europa, por um lado que é possível lutar por alternativas à austeridade e por outro, que entre a chantagem e a democracia optou por esta, pela dignidade como povo, pelo emprego e pela economia.

13 de Abril, 2015 - 14:02h

Os erros cometidos pelos governantes, escondidos por declarações tão enfáticas quanto mentirosas, começam a vir à luz do dia e a ser desmascaradas.

15 de Dezembro, 2014 - 15:29h

Porque é o próprio regime democrático que é ameaçado com a situação arrastada pela corrupção, deve ser a democracia a defender-se energicamente desta praga, separando com a máxima clareza e transparência a política da finança, não deixando a esta a efetiva gestão da coisa pública.

Páginas