Está aqui

“Vitalina Varela” foi votado por críticos como quarto melhor filme em língua estrangeira

Na votação dos críticos dos EUA o filme “Vitalina Varela”, de Pedro Costa, foi o quarto melhor em língua estrangeira pela Sociedade Nacional de Críticos de Cinema dos Estados Unidos.
Frame do filme
Frame do filme

A Lusa refere que o twitter da organização revelou que a votação sobre os melhores filmes do ano em língua estrangeira colocou “Vitalina Varela” atrás do romeno “Collective”, de Alexander Nanau, do brasileiro “Bacurau”, de Kléber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, e do russo “Beanpole”, de Kantemir Balagov. Na votação, “Collective” teve 38 pontos, “Bacurau” e “Beanpole” conseguiram 36 pontos ‘ex aequo’, seguindo-se “Vitalina Varela” com 32 pontos.

O filme de Pedro Costa foi ainda o terceiro classificado na categoria de melhor cinematografia, com o diretor de fotografia Leonardo Simões a ser superado por James Richards (de “Nomadland”) e Shabier Kirchner (de “Lovers Rock”).

Recorde-se que o filme “Vitalina Varela” substituiu “Listen”, de Ana Rocha de Sousa, rejeitado pela Academia, para candidato de Portugal ao Óscar de melhor filme internacional. O filme é narrado por Vitalina, uma mulher cabo-verdiana que chega a Portugal três dias depois do funeral do seu marido, e que acaba por descobrir a vida secreta deste.

“Vitalina Varela” teve estreia mundial em agosto de 2019 no Festival de Cinema de Locarno, na Suíça, onde arrecadou os principais prémios: Leopardo de Ouro e Leopardo de melhor interpretação feminina.

Segundo a Lusa, este filme de Pedro Costa tem sido exibido e tem recebido vários prémios em diversos festivais internacionais de cinema, para além de ter aparecido em múltiplas listas de melhores do ano. A publicação especializada Variety colocou-o, há dias, em 19.º na lista de possíveis candidatos ao Óscar de Melhor Filme Internacional.

Termos relacionados Cultura
(...)