Está aqui

Trump quer deportar sem audição de juiz

Donald Trump defendeu este domingo que os migrantes que passam ilegalmente a fronteira devem ser deportados “de imediato”, não tendo sequer a oportunidade de serem ouvidos por um juiz.
Estas declarações representam outro passo nas políticas da administração Trump contra a imigração, e isto no rescaldo de notícias recentes, em que se soube que crianças migrantes estavam a ser separadas dos pais na fronteira, sendo posteriormente enjauladas.
Estas declarações representam outro passo nas políticas da administração Trump contra a imigração, e isto no rescaldo de notícias recentes, em que se soube que crianças migrantes estavam a ser separadas dos pais na fronteira, sendo posteriormente enjauladas.

“Não podemos permitir que estas pessoas invadam o nosso país. Quando alguém entra, temos imediatamente, sem juízes ou casos judiciais, de os enviar de volta para o lugar de onde vieram. O nossos sistema é uma paródia para uma boa política de imigração e da lei e da ordem. Muitas crianças chegam sem pais...”, escreveu o presidente dos EUA no Twitter.

“A nossa política de imigração, ridicularizada por todo o mundo, é muito injusta para aquelas pessoas que passaram pelo sistema legalmente e estão à espera há anos! A imigração deve ser baseada no mérito – precisamos de gente que ajude a Tornar a América Grande Novamente!”, acrescentou.

Estas declarações representam outro passo nas políticas da administração Trump contra a imigração, e isto no rescaldo de notícias recentes, em que se soube que crianças migrantes estavam a ser separadas dos pais na fronteira, sendo posteriormente enjauladas.

Quando os imigrantes são detidos nos EUA, têm direito a ser ouvidos por um juiz, que decide se devem ser expulsos ou se podem permanecer por terem direito a pedir asilo.

Devido à política de “tolerância zero”, iniciada em abril, mais de 2300 crianças migrantes foram separados dos familiares na fronteira com o México. Esta situação criou uma grande onda de revolta a nível internacional, desde a ONU ,às fileiras republicanas (o partido de Trump). A pressão foi de tal ordem que levou Trump a assinar na quarta-feira um decreto para acabar com as separações sistemáticas.

Termos relacionados Migrações, Internacional
(...)