Está aqui

Trump cancela visita à Dinamarca após saber que Gronelândia não está à venda

O presidente norte-americano diz que a resposta da primeira-ministra dinamarquesa, que considerou “absurda” a ideia de vender a Gronelândia, fê-lo perder interesse na viagem.
Trump no avião
Foto Andrea Hanks/Casa Branca/Flickr

O périplo europeu de Donald Trump no início de setembro passou a ter menos uma escala. “A Dinamarca é um país muito especial com pessoas incríveis, mas com as declarações da primeira-ministra Mette Frederiksen, dizendo que não tem interesse em discutir a compra da Gronelândia, irei adiar o nosso encontro previsto para daqui a duas semanas”, afirmou o presidente dos EUA no Twitter.

O interesse de Trump em adquirir para os Estados Unidos o território daquela ilha do Atlântico Norte foi recebido com incredulidade pela chefe de governo da Dinamarca. “Espero que não estivesse a falar a sério”, disse Mette Frederiksen no domingo, considerando a ideia “absurda”. “A Gronelândia não está à venda. A Gronelândia não é dinamarquesa. A Gronelândia pertence à Gronelândia”, resumiu a primeira-ministra, concluindo que “é aqui que acaba a conversa”.

“A primeira-ministra conseguiu poupar muita despesa e trabalho tanto aos Estados Unidos como à Dinamarca ao ser tão direta. Agradeço-lhe por isso e espero poder reagendar [o encontro] no futuro”, responde agora Trump.

Termos relacionados Internacional
(...)