Toda a gente percebe que o pacote não traz mais habitação ao país

22 de setembro 2023 - 16:54

Esta sexta-feira, o PS recusou todas as propostas da oposição para melhorar o pacote Mais Habitação. Pedro Filipe Soares diz que agora "tem de ser a sociedade civil a dizer ao Governo 'Basta!'" nas manifestações de dia 30.

PARTILHAR
Cartaz "Casas para morar, não para especular
Foto de Ana Mendes.

A maioria absoluta do PS voltou a aprovar esta sexta-feira o pacote Mais Habitação, que tinha sido alvo do veto político do Presidente da República. Após a votação, o líder parlamentar do Bloco de Esquerda lamentou que o PS tenha utilizado a sua maioria absoluta para rejeitar todas as propostas da oposição, mesmo tendo em conta "a evolução da situação para pior e o alarme social que está a ser gerado pelo setor da habitação" desde a data da primeira aprovação do diploma pela Assembleia da República.

"O PS insiste em receitas que não trarão qualquer solução e serão parte do problema", prosseguiu Pedro Filipe Soares, defendendo que as três propostas apresentadas pelo Bloco - limite aos preços das rendas em cada município, travar a especulação com o fim de vistos gold e o regime dos residentes não habituais "que puxam os preços para cima", e "trazer o investimento público para o centro da solução" para reforçar o parque habitacional público - contribuiriam para inverter a escalada dos preços das casas.

Quanto ao diploma agora aprovado, o líder parlamentar bloquista diz que "toda a gente percebe que o pacote não traz mais habitação ao país, não resolve os problemas de quem não tem direito a uma casa".

"Se hoje o direito à habitação saiu derrotado no Parlamento, na mobilização para a manifestação de dia 30 tem de ser a sociedade civil a dizer ao Governo 'Basta!, tem de mudar a política porque assim não vamos lá'", concluiu Pedro Filipe Soares.

Termos relacionados: PolíticaHabitação