Está aqui

Tejo Seguro: Plataforma cívica para medição da radioatividade no Tejo internacional

Este projecto tem como objetivo instalar uma sonda que disponibilize informação sobre o nível de radiação na região da fronteira de Segura. Esta localização é o ponto do território português mais perto da Central Nuclear de Almaraz. Por Armindo Silveira.
O projeto Tejo Seguro foi apresentado a 27 de julho, no Cybercentro de Castelo Branco
O projeto Tejo Seguro foi apresentado a 27 de julho, no Cybercentro de Castelo Branco

Tejo Seguro, é um projeto da sociedade civil que foi apresentado a 27 de julho, no Cybercentro de Castelo Branco. Este projecto (ver vídeo) tem como grande objetivo instalar uma sonda que disponibilize, de forma aberta e independente, informação sobre o nível de radiação ionizante medido na atmosfera na região da fronteira de Segura, em pleno Parque Natural do Tejo Internacional, no distrito de Castelo Branco.

Foi escolhida esta localização, por ser o ponto do território português mais perto da Central Nuclear de Almaraz, pois um acidente grave em Almaraz obrigaria à retirada das populações da fronteira e teria implicações profundas numa área considerável do território português.

Deste projeto destacam-se alguns pontos tais como:

  1. Esta sonda, ao emitir dados de dez em dez minutos, permitirá uma resposta mais célere reduzindo as probabilidades de uma exposição aos efeitos nefastos da radioactividade;
  2. A tecnologia utilizada permite assegurar a fiabilidade dos dados permitindo compará-los com outros evitando assim quaisquer discrepâncias que possam haver entre instituições que disponibilizam informação sobre a atividade da central nuclear de Almaraz;
  3. Este projeto permitirá numa segunda fase instalar diversas sondas ao longo do rio Tejo, ficando todas ligadas em rede;
  4. Os fundos são angariados através de crowdfunding permitindo que cada cidadão contribua com uma pequena verba ficando assim associado ao projecto;
  5. Esta campanha tem a duração de sessenta dias e é este o prazo máximo para a angariação dos fundos necessários. Iniciou-se a 25 de junho e termina a 23 de Setembro, pelo que a contribuição se desejar participar, deverá ser o mais célere possível.

A Manifestação Ibérica de 11 de junho em Cáceres, Espanha, com o lema “ Almaraz, Descansa em Paz”, juntou mais de dois mil ativistas ibéricos. Nesta iniciativa, mais uma vez, foram denunciados os perigos da energia nuclear, os inúmeros incidentes ocorridos na central de Almaraz e as alternativas fiáveis e limpas que já existem. É consensual que só o encerramento da central de Almaraz, poderá garantir a segurança das populações e a sustentabilidade ambiental de toda uma vasta região.

Enquanto este encerramento não acontecer, este projeto será um auxiliar precioso.

Toda a informação está disponível, nomeadamente quem são os promotores do projecto, o seu âmbito e a forma de participação, em: http://ppl.com.pt/pt/prj/tejo-seguro

Artigo de Armindo Silveira

Tejo Seguro

Artigos relacionados: 

Sobre o/a autor(a)

Vereador municipal em Abrantes. Membro da distrital de Santarém do Bloco de Esquerda
Termos relacionados Ambiente
(...)