Está aqui

Pressão dos cidadãos provoca fim das touradas na Póvoa de Varzim

Face à pressão social sentida há vários anos na Póvoa do Varzim, o Presidente da Câmara anunciou que o espaço da praça de touros irá ser transformado, a partir do próximo ano, num pavilhão multiusos, incompatível com a realização de eventos tauromáquicos.
Desde 2016, a Câmara decidiu deixar de ceder gratuitamente a praça de touros para os espetáculos tauromáquicos, mas continua a permitir a sua realização destes eventos, passando a lucrar com eles.
Desde 2016, a Câmara decidiu deixar de ceder gratuitamente a praça de touros para os espetáculos tauromáquicos, mas continua a permitir a sua realização destes eventos, passando a lucrar com eles. Fotografia do website da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim.

A reconversão da praça e o fim das touradas têm sido propostas do Bloco em vários programas eleitorais. Este anúncio, sendo concretizado e sem esconder aproveitamentos de especulação imobiliária, virá ao encontro das aspirações bloquistas e de todos aqueles e aquelas que não se revêem na tortura e nos maus-tratos contra os animais.

Após inúmeras manifestações de indignação promovidas pelo Bloco e por movimentos sociais da Póvoa e de outros pontos país, e remando contra a maré, a Câmara insiste ainda em permitir duas touradas neste Verão, entre as quais a Corrida TV Norte, patrocinada pela televisão pública.

Relembre-se que, desde 2016, a Câmara decidiu deixar de ceder gratuitamente a praça de touros para os espetáculos tauromáquicos, mas continua a permitir a sua realização destes eventos, passando a lucrar com eles.

Termos relacionados Sociedade
(...)