Está aqui

Petróleo: AR quer avaliação de riscos ambientais da prospeção no Algarve

O parlamento aprovou várias iniciativas no sentido de avaliar o impacto ambiental e económico no Algarve e na costa alentejana.
Foto Movimento Algarve Livre de Petróleo (MALP)/Facebook

O polémico processo de prospeção de petróleo ao largo de Aljezur já teve o período de consulta pública alargado até agosto. Esta sexta-feira foi tema de debate no parlamento, com propostas de todos os partidos, à exceção do CDS.

Com os diversos projetos de resolução votados ponto a ponto, as propostas de suspensão dos atuais contratos de prospeção e exploração de petróleo – avançadas pelo Bloco de Esquerda, Verdes e PAN – acabaram chumbadas com os votos do PCP, PS, PSD e CDS.

Os pontos das propostas do PS e do PCP para a avaliação prévia do impacto ambiental e económico foram aprovados por maioria, tal como o ponto da proposta do Bloco relativo à suspensão do "desenvolvimento da exploração e extração de petróleo e gás, convencional ou não-convencional, no Algarve”.

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Petróleo em Portugal, Ambiente
(...)