Está aqui

OMS avisa que covid-19 pode nunca desaparecer

A possibilidade de o novo coronavírus poder "tornar-se apenas outro vírus endémico na comunidade" deve ser posta em cima da mesa, afirmou o diretor executivo do Programa de Emergências em Saúde da OMS.
OMS
Foto de USMG/Flickr

A Organização Mundial da Saúde (OMS) avisou esta quarta-feira que o covid-19 pode nunca desaparecer, como outras doenças.

Como referiu Michael Ryan, especialista da OMS, "é importante pôr isto em cima da mesa: este vírus pode tornar-se apenas outro vírus endémico na comunidade e pode nunca vir a desaparecer".

Apesar de estarem atualmente a ser desenvolvidas mais de 100 possíveis vacinas, os especialistas destacam as dificuldades em encontrar vacinas eficazes contra os coronavírus. Michael Ryan explicou que existem vacinas para outras doenças, como o sarampo, que nunca foram erradicadas.

A OMS alertou contra a tentativa de prever por quanto tempo é que este coronavírus vai continuar a circular, e pediu um "grande esforço" para superá-lo. “Creio que não podemos fazer promessas e não há datas. Esta doença pode tornar-se um longo problema, ou isso pode não acontecer”, continuou Michael Ryan.

Questionado por jornalistas, Mike Ryan disse que é menos arriscado abrir fronteiras terrestres entre dois países que tenham o mesmo tipo de gestão da doença, avisando que “é mais complexo” abrir as fronteiras aéreas.

Tedros Adhanom Ghebreyesus, director-geral da OMS, afirmou ainda que a saúde não pode ser transformada em arma e pediu um minuto de silêncio pelos profissionais do sector que morreram “para salvar vidas”. O alerta foi deixado horas depois de um ataque a um hospital da organização Médicos sem Fronteiras no Afeganistão, que matou mais de duas dezenas de pessoas, incluindo crianças e enfermeiras.

Tedros Ghebreyesus afirmou que ficou chocado e muito triste com a notícia do ataque e acrescentou que os profissionais de saúde e os civis nunca deviam ser um alvo e que o mundo precisa de paz para a saúde e de saúde para a paz.

Termos relacionados #SomosTodosSNS, Covid-19, Internacional
(...)