Está aqui

Nova música das Pussy Riot critica Putin

Grupo volta a atacar os atropelos aos direitos humanos de Putin, com um vídeo sarcástico que tem como refrão: “Putin vai ensinar-te a amar a Pátria”.
Imagem do novo vídeo

Nadejda Tolokonnikova e de Maria Alyokhina apresentaram o seu primeiro projeto musical e ativista desde que foram libertadas da prisão em 2013.

As duas ativistas do grupo Pussy Riot estiveram em Sochi, sede dos Jogos Olímpicos de Inverno, e foram detidas durante horas pelas autoridades na segunda-feira, depois de terem sido agredidas por apoiantes de Putin, que tentaram destruir o computador onde estava o vídeo musical. As ativistas também foram agredidas por cossacos que usaram chicotes. Essas cenas de agressões acabaram por ser introduzidas no vídeo agora divulgado (veja abaixo).

Eis a letra, traduzida a partir de uma versão em inglês.

 

50 mil milhões de dólares e um arco-íris

Rodnina e Kabayeva vão passar-te a tocha

Vão ensinar-te a obedecer e a chorar nos campos

Foguetes para os patrões. Hail, Duce!

 

Sochi está bloqueada, o Olimpo sob vigilância

Forças especiais, armas, multidões de polícias

FSB - discute, Interior Ministry - discute

ON Canal 1 – aplausos.

 

Putin vai ensinar-te a amar a Pátria

 

Na Rússia, a Primavera pode chegar de repente

Saudações ao Messias na forma de uma bolada de

Aurora, o promotor está decidido a ser bruto

Precisa de resistência, não de olhos bonitos

 

Uma gaiola para protestar, vodka, Matrioshka

Prisão para as ativistas, bebidas, caviar

A Constituição está numa armadilha, Vitishko [ativista da ecologia] está preso

Estabilidade, comida, vedação, torre de vigia

 

Putin vai ensinar-te a amar a Pátria

Vão desligar a emissão da Dozhd

A parada gay foi enviada para a casa de banho

A prioridade é uma casa de banho dupla

O veredito para a Rússia é cadeia por 6 anos

 

Putin vai ensinar-te a amar a Pátria

 

Pátria

Pátria

Pátria

pussy_riot_-_putin_will_teach_you_how_to_love_putin_nauchit_tebya_lyubit_rodinu

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Internacional
(...)