Está aqui

Moisés Ferreira: "É tempo de discutir a forma de ganharmos a nossa normalidade"

O deputado bloquista, que participou na reunião desta terça-feira no Infarmed, acredita que “as restrições horárias ao comércio e à restauração, a existência do recolher obrigatório ou, por exemplo, as limitações horárias a espetáculos culturais, não fazem sentido neste momento”.
Moisés Ferreira - Foto de Tiago Petinga | Lusa
Moisés Ferreira - Foto de Tiago Petinga | Lusa

Na sequência da reunião do Infarmed, esta terça-feira, Moisés Ferreira, deputado do Bloco de Esquerda, começou por afirmar que “a vacinação contra a Covid-19 é eficaz, é segura e está a dar resultados. Isto é inequívoco, olhando para a evolução de internamentos”.

Para o Bloco, “é importante intensificar a vacinação. É importante que ela chegue, o mais rapidamente possível, aos mais jovens. É preciso contornar os incumprimentos constantes dos laboratórios”, já que Portugal deveria ter recebido mais de 5 milhões de doses de vacina do que recebeu até ao momento.

Nesta nova fase da pandemia, Moisés Ferreira considera que “este já não é o tempo de discutir restrições às liberdades individuais, é o tempo de discutir a forma de ganharmos a nossa normalidade na nossa vida, sem colocar em risco o controlo da pandemia”.

O bloquista acredita ainda que “as restrições horárias ao comércio e à restauração, a existência do recolher obrigatório ou, por exemplo, as limitações horárias a espetáculos culturais, não fazem sentido neste momento”.

Outro dos assuntos abordados nesta reunião diz respeito ao rastreamento dos doentes. Mais de um terço dos infetados não recebe qualquer tipo de contacto nas primeiras 24 horas para fazer o inquérito epidemiológico e “isso não pode acontecer se nós queremos controlar a pandemia”.

Termos relacionados Covid-19, Política
(...)