Está aqui

Merkel cede a ministro do Interior e reforça política contra imigrantes

Chanceler acordou com Seehofer que imigrantes registados noutros países da UE sejam levados para campos de detenção e a constituição imediata de três desses campos na fronteira com a Áustria. Marisa Matias alerta: “ou acordamos a tempo ou seremos cúmplices da barbárie que está a avançar na Europa”.
Angela Merkel, Horst Seehofer e Olaf Scholz, ministro das Finanças, no parlamento alemão, 3 de julho de 2018 - Foto de Hayoung Jeon/Epa/Lusa
Angela Merkel, Horst Seehofer e Olaf Scholz, ministro das Finanças, no parlamento alemão, 3 de julho de 2018 - Foto de Hayoung Jeon/Epa/Lusa

Angela Merkel anunciou nesta segunda-feira o acordo com Horst Seehofer, ministro do Interior alemão e líder da CSU. O SPD ainda não se pronunciou sobre este acordo, mas para se manter no governo terá de o aceitar. Após o acordo que intensifica a política contra os imigrantes, Seehofer cantou vitória, afirmando: “mais uma vez isto mostrou que vale a pena lutar por uma convicção”.

Segundo a Deutsche Welle (DW), o compromisso prevê que os requerentes de asilo que já estejam registados noutros países da União Europeia (UE) sejam levados para “centros de trânsito” na fronteira e, se não forem aceites, sejam deportados para os países onde entraram na UE.

No anúncio do acordo, Merkel afirmou claramente uma política direcionada para a deportação de imigrantes: “queremos instalar centros de trânsito na Alemanha e a partir daí levar a cabo devoluções de acordo com os países dos quais provenham os requisitantes de asilo e nos quais já estejam registados”.

Centros de detenção na fronteira com a Áustria

O acordo prevê a criação de “centros de internamento” na fronteira da Baviera, entre a Alemanha e a Áustria. Segundo o El Pais, o modelo será parecido como os centros de internamento nos aeroportos. A Alemanha chegou a acordo com a Áustria sobre os centros na fronteira dos dois países , mas ainda não chegou a acordo com a Itália.

“Introduziremos centros de trânsito a partir dos quais os requisitantes de asilo serão devolvidos diretamente aos países responsáveis”, destaca o acordo, numa clara afirmaçõa de uma polícia contra os imigrantes.

Na sua página no facebook, Marisa Matias escreve: “Dói-me até às entranhas que a Alemanha (a Alemanha!) tenha acordado com a Áustria construir três campos de 'internamento' para refugiados na Baviera”.

“A Alemanha aceita três campos de internamento a céu aberto para refugiados!!! Façam soar os alertas, não finjam que isto não é nada... é tudo! É o impensável tornado realidade... Ou acordamos a tempo ou seremos cúmplices da barbárie que está a avançar na Europa”, salienta a eurodeputada.

 

Termos relacionados Migrações, Internacional
(...)