Está aqui

Marisa arranca hoje campanha ao lado de trabalhadoras que Marcelo evitou receber

Marisa Matias estará este domingo com as trabalhadoras da Triumph que, em janeiro de 2018, estiveram dia e noite durante três semanas à porta da empresa onde trabalhavam, para garantir os seus direitos mínimos. Na sua luta, tentaram que o Presidente da República ao menos as recebesse, foram a Belém mas não o viram.
Trabalhadoras da Triumph foram a Belém mas não viram Marcelo – Foto de Nuno Fox/Lusa
Trabalhadoras da Triumph foram a Belém mas não viram Marcelo – Foto de Nuno Fox/Lusa

Marisa Matias criticou Marcelo Rebelo de Sousa por não ter tido uma palavra em importantes momentos da luta laboral e citou os casos da luta de Cristina Tavares, “que foi assediada como nunca tínhamos visto pela entidade patronal e fez uma greve muito corajosa”, e das trabalhadoras da Triumph, que várias vezes tentaram, sem sucesso, falar com o Presidente da República. “Num mandato marcado por tanta presença, algumas das ausências tornam-se bastantes visíveis”, frisou então Marisa Matias.

A luta das trabalhadoras da Triumph é um exemplo. Durante três semanas, no início de 2018, resistiram, à porta da fábrica, à chuva e ao frio, para lutar pelos seus direitos laborais e sociais, perante o encerramento e a deslocalização da empresa.

Na sua luta, as trabalhadoras da Triumph foram mesmo a Belém, a 22 de janeiro de 2018, para pedir a intervenção do presidente junto do governo, conseguiram ser recebidas pela assessoria do presidente, mas não viram Marcelo.

Hoje, Marisa Matias arranca a campanha para as eleições presidenciais de 2021 precisamente com um encontro com ex-trabalhadoras da Triumph.

À tarde, realiza-se um comício virtual com Marisa Matias, que será transmitido em direto do facebook a partir das 17h.

Termos relacionados Marisa 2021, Política
(...)