Está aqui

"Grândola" sem fronteiras: escolhe a tua versão

No dia 25 de Abril, às 15h, abre a janela e faz com que a tua voz seja semente e se espalhe por campos que hão-de florir Abril. Neste artigo encontras cerca de 100 versões, nacionais e internacionais, de “Grândola, Vila Morena”, do Zeca Afonso. A música com que, no próximo sábado, vamos celebrar a Revolução dos Cravos. Por Mariana Carneiro.

Em 1971, o Zeca gravou em Paris Grândola, Vila Morena. A canção, com apenas três quadras, só tinha sido cantada uma vez na Sociedade Musical Fraternidade Operária Grandolense, coletividade à qual era dedicada. Na gravação de Grândola participaram ainda o José Mário Branco, o Francisco Fanhais e o Carlos Correia, mais conhecido por Bóris, que, à época, acompanhava o Zeca à viola. Dois anos depois, a música foi escolhida para ser a segunda senha da Revolução dos Cravos. À meia-noite e vinte minutos e dezoito segundos do dia 25 de Abril de 1974, Grândola, Vila Morena foi transmitida pela Rádio Renascença para confirmar o início da Revolução.

"Grândola Vila Morena
Terra de fraternidade
O povo é quem mais ordena
Dentro de ti ó cidade"

No próximo sábado, as ruas e avenidas do país estarão desertas. Mas as nossas janelas estarão escancaradas na comemoração e na defesa da Revolução de Abril. Dos direitos de todas e de todos.

E para que possas afinar a voz até lá, aqui ficam cerca de 100 versões de Grândola, Vila Morena, oriundas de norte a sul do país e de vários cantos do mundo: Brasil, Japão, Suécia, Holanda, Polónia, Eslovénia, Uruguai, Venezuela, Alemanha, EUA, Chile, França, Finlândia, Coreia do Sul, Estado Espanhol (País Basco, Catalunha, Extremadura, Galiza, Castela e Leão, Andaluzia).


Grândola, Vila Morena - Versão Original gravada em Paris em 1971

José Afonso acompanhado por José Mário Branco, Francisco Fanhais e o guitarrista Bóris (Carlos Correia). 

Cantores de intervenção cantam Grândola, Vila Morena em 1974

José Afonso ao vivo no Coliseu (1983)

João Afonso, Luís Galrito e o coletivo “Barco do Diabo”

Modo Menor (Grândola, Vila Morena para crianças)

Jorge Palma

Agit-Prop (Finlândia)

Pedro Osório

Zeca Medeiros com João Afonso

Bernardo Sassetti & Mário Laginha

Homenagem Galiza a José Afonso (Galiza)

No palco estão, nomeadamente, Vitorino, Zé Mario Branco, Amélia Muge, Xico de Cariño, Tereixa Novo, Samuel Marques e outros componentes do grupo galego Fuxan os Ventos...

Vítor Rua

Grupo Coral Os Ceifeiros de Cuba

Orkest De Volharding (Holanda)

Sandino (Venezuela)

Ángel Gómez Naharro (Extremadura - Estado Espanhol)

Macacos das Ruas de Évora

José Saramago, Pilar del Río, Luis Pastor, Joao Afonso

Francisco Fanhais, António Zambujo, João Afonso, Mayra Andrade e Yara Gutkin

Concerto de homenagem a José Afonso no Théatre de la Ville, em Paris - 2012.

Xeremiers de Petra i Coral de Sant Joan (Maiorca, Ilhas Baleares)

Zé Eduardo

Coral Tierra Verde (Santander, Cantabria)

Brita Papini & Maria Ahlström (Suécia)

Os Dona Zéfinha

Betagarri (País Basco)

Aparcoa (Chile)

Krakowski Chór Rewolucyjny (Coro Revolucionário da Cracóvia - Polónia)

Grândola, Vila Morena na série "La Casa de Papel", da Netflix

Asteroides Trio (Brasil)

The Last Internationale (EUA)

Maria da Fé

Homenagem ao Zeca Afonso (Galiza 2007)

Com direção artística de Uxía, lá estiveram a interpretar temas do Zeca os Cantadores do Redondo, Vitorino, Luis Pastor, Faltriqueira, Xico de Cariño, Manecas Costa, Treixadura, Víctor Coyote, João Afonso, Uxía, Júlio Pereira, Zeca Medeiros, Dulce Pontes, Miro Casabella, Tito París, Antón Reixa, Janita Salomé e Sergio Godinho.

Íris

Coro feminino Kombinat (Eslovénia)

Enric Hernàez (Catalunha)

Catarina dos Santos

Jan Novotny (Alemanha, Dresden)

Hana Kogure (Japão)

Chico Buarque - Fado Tropical abre com Grândola, Vila Morena

Coro Lopes-Graça

Coro Misto da Universidade de Coimbra

Cláudio Barruma

Os Ganhões de Castro Verde

Setúbal canta Grândola, Vila Morena

Linda de Suza

Roberto Leal

Canto daqui - Solista: Luís Veloso

Casa da Música 2012

Sara Tavares

Marina Rossell (Catalunha)

Joan Baez (EUA)

Lidia Uve (Catalunha)

Carla Bley and Charlie Haden (EUA)

Blacke

Pascal Comelade (França)

Kátya Teixeira (Brasil)

António Saiote - Orquestra Sinfónica da ESMAE

Grupo Vocal Canto Décimo

Este é o registo sonoro de um concerto no Centro de Arte de Ovar a 25 de Abril de 2010

Grândola, Vila Morena no filme "Capitães de Abril"

Academia de Músicos de Abrantes

Patricia Janečková (Eslováquia) e Celeste Shin Je Bang (Coreia do Sul)

Amália Rodrigues

Grupo Coral Ausentes do Alentejo

Kumpania Algazarra

Sociedade Musical de Fraternidade Operária Grandolense

 

Carlos Martins

Vozes Livres

Dulce Pontes

Francisco Fanhais

Solfónica 15M (Madrid)

Cuesta de Moyano, Madrid, durante a manifestação de 14N 2012 - dia de Greve Geral.

Grândola Vila Morena interrompe Passos e Relvas

Grândola, Vila Morena no Terreiro do Paço - Manifestação Que se Lixe a Troika 2013

Grândola na manifestação de 2 de março de 2013 no Porto

Reformados expulsos do Parlamento após cantarem a Grândola, Vila Morena (03.05.2013)

Flashmob Grandola Vila Morena em Setúbal

Grândola, Vila Morena pela liberdade dos prisioneiros políticos da Catalunha

Al Canti

Coro Mozart

Hein & Oss (Alemanha)

Banda Filarmónica Matos Galamba (Alcácer do Sal)

Tributo a Zeca Afonso no Theatro Circo (Braga)

Maestro: Filipe Cunha Grupos: Canto Daqui; Sopros de Zeca e Coro da Ass. pais do Cons. Gulbenkian (Braga)

Grupo Coral do Sindicato dos Mineiros de Aljustrel

Banda de Porto Salvo

Big Band da Escola de Jazz do Barreiro

Edyta Geppert (Polónia)

Andrés Stagnaro (Uruguai)

Eñaut Elorrieta (País Basco)

La Familia Iskariote (Palência, Castela e Leão)

Cante Alentejano do Orfeão Universitário do Porto

Banda 365 (Brasil)

Nara Leão (Brasil)

Franz Josef Degenhardt (Alemanha)

UHF · Samuel Manuel Freire · Vitorino · José Jorge Letria

Garotos Podres (Brasil)

Serge Utgé Royo (Catalunha)

Compilação de versões de artistas como Amália Rodrigues, UHF, Rodrigo Leão e Camané, e, outros artistas internacionais

Álbum lançado pela Câmara Municipal de Grândola a 14 de Outubro de 2018.

Luis Pastor, Lourdes Guerra, Pedro Pastor, Tonín Corujo e o poeta Jose Manuel Díaz (Extremadura)

Concerto de Luis Pastor em Vallecas Calle del Libro, País Basco, organizado por Vallecas todo cultura.

CLUP/Coral de Letras da Universidade do Porto

Reincidentes (Andaluzia)

Juventude Maldita (Brasil)

Alberto Cesa

Versão disponível no Spotify

 

Sobre o/a autor(a)

Socióloga do Trabalho, especialista em Direito do trabalho
Comentários (3)