Está aqui

Cofina despede 26 trabalhadores

O Grupo Cofina, que detém o Correio da Manhã, o Jornal de Negócios, a revista Sábado e o canal televisivo CMTV, entre outras publicações, vai proceder ao despedimento coletivo de 26 trabalhadores. A empresa teve lucros de 1,6 milhões de euros em 2020.
Cofina despede 26 trabalhadores/ Fotografia: Flickr-Alan Levine

O despedimento coletivo agora em curso repercute-se na área do tratamento de imagem, onde serão extintos cinco postos de trabalho, abrange ainda cinco revisores, quatro jornalistas, quatro documentalistas, um fotojornalista e um coordenador geral de fotografia. Serão também despedidas pessoas na direção comercial. Em 2017, a Cofina despediu 100 pessoas. Agora são mais 26 trabalhadores a ficarem sem emprego. 

De acordo com uma carta enviada aos trabalhadores, à qual a agência Lusa teve acesso, a empresa assinala a “profunda crise que afeta o setor” e refere a “crescente automatização de tarefas” que resultou “num crescente esvaziamento de funções das diferentes equipas afetas às áreas de suporte”. 

A Cofina, com cerca de 656 trabalhadores, detém o canal de televisivo CMTV, os jornais Correio da Manhã, Record, Jornal de Negócios e Destak, as revistas Sábado e TV Guia, bem como a revista Máxima (em formato online, após ter sido descontinuada do papel há cerca de um ano). 

Em 2020, a Cofina teve lucros de 1,6 milhões de euros. A empresa mostrou-se disponível para entrar no Grupo Media Capital, que detém, entre outras, a TVI, a produtora de conteúdos Plural Entertainment, além de diversas rádios, entre as quais a Comercial, a M80, a Smooth e a Cidade FM. 

Termos relacionados Cultura
(...)