Está aqui

Bloco continuará a "dar visibilidade" aos emigrantes lesados do BES

Mariana Mortágua destacou ainda que o Bloco continuará a “pressionar para que seja dada uma resposta”. "O que temos tentado fazer é que o plano de que tudo caia no esquecimento para que o Novo Banco seja vendido rapidamente - esquecendo milhares de pessoas atrás dele - não se concretize”, avançou a dirigente bloquista.
Foto de Paulete Matos.

Esta segunda-feira, Catarina Martins, Mariana Mortágua e os candidatos do Bloco pelo círculo eleitoral da Europa participaram num protesto dos representantes do Movimento dos Emigrantes Lesados do BES/Novo Banco, junto à delegação do banco, no 16.º bairro de Paris.

No local encontravam-se mais de duas dezenas de pessoas que empunhavam cartazes com slogans do Bloco de Esquerda "Gente de verdade" e "Um país não se vende".

"O que temos tentado fazer é que o plano de que tudo caia no esquecimento para que o Novo Banco seja vendido rapidamente - esquecendo milhares de pessoas atrás dele - não se concretize. O que temos tentado fazer é dar visibilidade a estes casos e pressionar para que seja dada uma resposta", afirmou Mariana Mortágua.

Já a cabeça de lista do Bloco pelo círculo eleitoral da Europa, Cristina Semblano, referiu que voltará a estar presente em nova manifestação dos emigrantes contra o banco, no dia 26 de setembro, em Paris.

Em declarações à agência Lusa, Helena Batista, porta-voz do Movimento dos Emigrantes Lesados do BES, referiu que tem abordado vários partidos para que eles "façam o necessário para que o caso seja resolvido".

Termos relacionados legislativas 2015, Política
(...)