Está aqui

Artistas lançam petição por um plano nacional de emergência

Propõem a criação de um Centro Cultural Online e de bolsas direcionadas aos diversos profissionais da cultura que devem durante esse período produzir conteúdos para alimentar a plataforma digital, contribuindo para garantir o acesso à cultura.
teatro vazio
Cine-Teatro Império, Lisboa | Biblioteca de Arte / Flickr

Um grupo informal de artistas lançou uma petição que pela criação de “um amplo plano nacional de emergência para as artes” através da implementação de bolsas de criação artística” dirigidas a toda a classe artística desprotegida e aos técnicos por ela contratados. A arte criada com estes apoios deverá ser mostrada a toda a população num grande centro cultural online que se propõe que seja criado pelo Ministério da Cultura em site próprio para esse fim”.

Através de comunicado, os peticionários justificam a medida proposta com a urgência de resposta à “grave situação dos artistas e dos técnicos da área, pois devido à atual pandemia perderam todos ou quase todos os rendimentos do seu trabalho”. Desta forma pretendem “garantir e promover o acesso da população à arte numa altura em que todos os equipamentos culturais fecharam e se cancelaram todos os eventos culturais”, garantindo o direito à cultura. Apelam ao investimento “no potencial transformador da arte”, pois afirmam ser tempo de exigir aos artistas “a possibilidade de imaginar novos e estimulantes futuros, quando mais precisamos deles”.

Pode ler-se no texto que acompanha a petição: “Propõe-se que as bolsas tenham uma duração de 3 meses, com um valor mensal minimamente digno”, permitindo ao Estado ter capacidade para fazer chegar o mesmo montante a mais artistas e técnicos, privilegiando a universalidade e equidade dos rendimentos e não concursos que paguem mais a menos pessoas.

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Cultura
(...)