Cinema

Durante a cerimónia de entrega dos mais importantes prémios cinematográficos de Espanha, os Goya, o cineasta Pedro Almodóvar respondeu com ironia ao comentário do Vox sob um forte aplauso, naquela que foi a primeira vez que os Goya contaram com a presença do partido de extrema-direita.

A Cinemateca Portuguesa – Museu do Cinema lançou, a 7 de fevereiro, o Portal Félix, um "ponto de acesso centralizado aos dados sobre o património cinematográfico português a cargo da Cinemateca", após vários anos de preparação e desenvolvimento.

A adaptação cinematográfica de Pobres Criaturas satiriza de forma sombria e eficaz as depredações do capitalismo e os seus abusos tecnológicos na Inglaterra vitoriana. Mas, assim como o seu material de origem, as suas críticas têm relevância universal. Por Ewan Gibbs e Calum Barnes.

Dentro de Lisboa “existem outras cidades que nós nunca chegamos a habitar, nem sequer a conhecer (…) e acho que há uma dimensão asiática em Lisboa que é muito viva, muito forte, e se calhar muito ignorada”, diz a realizadora Leonor Teles numa entrevista ao Público.

Nesta entrevista, a cineasta Solveig Nordlund reflete sobre o cinema militante e diz-se surpreendida com a redescoberta do seu filme Aparelho Voador a Baixa Altitude, que passou na sexta-feira no Festival de Cinema de Roterdão. Por Paulo Portugal.

Estreia esta quinta-feira a longa comédia ácida de Rodrigo Moreno, um dos realizadores da nova vaga do cinema argentino. É um filme precioso em que nos apetece ficar longamente à conversa depois de o ver. Por Paulo Portugal.

Se ainda há dias pairavam no ar as listas com o elenco dos melhores filmes do ano, a estreia de Folhas Caídas logo nas primeiras semanas eleva a fasquia para um grau de exigência invulgar. Por Paulo Portugal.

A grande estreia da semana nas salas de cinema é uma entrega firme aos códigos da intriga de tribunal. Algo singular num país onde não abundam muitos exemplos dignos de nota. Por Paulo Portugal.

Festival Caminhos do Cinema Português continua a estar sujeito aos amplamente criticados regulamentos do ICA, que perpetuam um sistema de financiamento público escasso e continuamente matam a produção cultural em Portugal. Por Gustavo Mourinho.

Fechar os Olhos, a obra-prima de Victor Erice foi o grande vencedor da 17ª edição do LEFFEST. Estreia em sala no dia 7 de dezembro. Por Paulo Portugal.

Estreia esta quinta-feira nas salas portuguesas "O Pub The Old Oak", anunciado pelo realizador como o seu derradeiro filme e um valioso acrescento a essa obra notável, feita de combate contra a injustiça e defesa dos oprimidos. Por Paulo Portugal.

Entrevista de Paulo Portugal com o autor de Não Sou Nada, onde se fala de Fernando Pessoa, cinefilia e inteligência artificial.

A história de uma revolta de escravos na Roma antiga foi escrita por dois escritores comunistas que estavam na lista negra. A sua chegada às salas de cinema foi um desafio à caça às bruxas McCarthyista em Hollywood e no sector editorial. Por Taylor Dorrell.

Programação conta com 250 filmes de 42 países, entre eles 35 estreias mundiais e 39 filmes portugueses. Questões laborais, guerras passadas e guerra atual na Ucrânia, música, dança, o interior do cérebro humano, os arquivos do cinema ou a crise da habitação são alguns dos temas em destaque.

A urgência do cinema ucraniano continua a oferecer-nos pequenas descobertas. A mais recente aconteceu em San Sebastian, com La Palisiada, de Philip Sotnychenko. Por Paulo Portugal, em San Sebastian.

Em estreia portuguesa esta quinta-feira, o novo filme de Nanni Moretti é um valente banho de cinema em que se funde de forma sábia o sentido de humor com uma expressa vontade artística e uma via política que não enjeita a ilusão. Por Paulo Portugal.

Este projeto interrompido pelo golpe de setembro de 1973, um misto entre documentário e ficção, procura comentar o debate em torno do percurso da Unidade Popular de Salvador Allende. Por Paulo Portugal, em San Sebastian.

Paulo Portugal

Caso seja mesmo o último filme de Hayao Miyazaki, O Rapaz e a Garça será seguramente um adequado epitáfio. Se não for, pelo menos, fica aqui uma recapitulação de uma carreira incomparável. Por Paulo Portugal, em San Sebastian.

De 22 a 30 de setembro, a 27ª edição do festival de cinema regressa ao Cinema São Jorge e à Cinemateca Portuguesa e promete trazer "um olhar além-fronteiras".

A última proposta negocial dos grandes estúdios foi considerada “insultuosa” e os 160.000 atores filiados no sindicato SAG-AFTRA juntam-se agora à greve que os argumentistas norte-americanos estão a fazer desde maio.