You are here

Preço da habitação em Portugal subiu 8,9% no último trimestre pré-pandemia

De acordo com os dados apresentados esta quarta-feira pelo Eurostat, este valor equivale ao dobro da média da Zona Euro face ao período homólogo do ano anterior. Mas a crise pandémica vai levar a uma alteração substancial desta tendência, alerta o INE.
Casas
Foto de Paulete Matos

Relativamente ao 3º trimestre de 2019, Portugal registou uma subida de 0,7%, igualando a média da Zona Euro e ficando muito próximo da média da UE de 0,8%.

Os dados do Eurostat mostram que o Luxemburgo com 11%, a Eslováquia com 10,9% e a Croácia com 10%, são os países da União Europeia onde se registou o maior aumento quando comparado o 4º trimestre de 2019 com o de 2018, e só Chipre registou um recuo com -4,8%. 

O INE, que apresentou os dados nacionais a 23 de Março, refere, no entanto, que apesar da média anual em Portugal registar um aumento de 9,6% em 2019 face a 2018, há um abrandamento relativamente aos últimos três anos. A título de exemplo o aumento anual em 2018 face a 2017 tinha sido de 10,3%.

Quer o INE quer o Eurostat deixam a ressalva de que estes dados são anteriores à pandemia da Covid-19 e à aplicação generalizada de medidas de confinamento. O INE esclarece mesmo que  “é de esperar que as tendências aqui analisadas se alterem substancialmente” mas  “de qualquer modo, a informação hoje disponibilizada é útil para estabelecer uma referência para avaliar desenvolvimentos futuros”.

Termos relacionados Sociedade
(...)