You are here

“O voto útil é o voto que nos representa”

Na arruada na Morais Soares, em Lisboa, a coordenadora do Bloco afirmou que o voto útil é o que resolve a vida das pessoas, esse é o voto fundamental. 
Foto de Pedro Gomes Almeida.

“Domingo, eu voto no Bloco de Esquerda!” foi uma das frases ouvidas na arruada da Morais Soares, em Lisboa. Catarina Martins, coordenadora nacional do Bloco, esteve presente e em declarações à imprensa, questionada pela importância do voto útil, começou por referir que “o voto útil é o voto que nos representa e ouço tanta gente na rua a dizer que Portugal precisa de uma solução”.

A coordenadora bloquista diz que tem ouvido muita gente pelo país a dizer que não quer Portugal com baixos salários, rendas elevadas e que querem “o Serviço Nacional de Saúde com todos os meios para tratar os doentes não covid e quem está à espera” ou “tanta gente que quer uma solução para a sua pensão, que precisa que este país avance e que sabe que o voto no Bloco de Esquerda que desempata a vida política em Portugal e permite esse novo ciclo pelo salário, pela pensão, pela educação, pela saúde, pela habitação, o que é fundamental. Esse é o voto útil, o voto que resolve a vida das pessoas”, sublinhou.

“Já toda a gente percebeu que no dia a seguir às eleições vamos ter negociações sobre aquilo que o Governo não fez”, vincou Catarina Martins, acrescentando que “em todo o país, aqui em Lisboa, cada deputado que o Bloco eleger, é menos um deputado da direita e da extrema-direita, do Algarve ao Minho, cada deputado do Bloco que entrar é um deputado do Chega que não entra”.

Para a coordenadora do Bloco, “se houver uma maioria de esquerda, o governo será à esquerda, esse é o nosso compromisso”.

Na arruada na Morais Soares, a socióloga e antiga deputada Ana Drago apareceu para manifestar o seu apoio ao Bloco de Esquerda. Catarina Martins mostrou o seu agrado pela presença de Ana Drago na campanha e afirmou que “é muito importante que o tenha feito”.

Termos relacionados Legislativas 2022, Política
(...)