You are here

Milhares de camionistas continuam bloqueados no Reino Unido

O bloqueio da França à entrada de camiões foi levantado quarta-feira, mas longas filas continuam a encher as estradas do sul da Inglaterra. Cerca de 300 camionistas são portugueses. Os motoristas exaustos, queixam-se da demora, de escassez de alimentos e água.
Filas de camiões em Dover, 24 de dezembro de 2020, foto de Andy Rain/Epa/Lusa
Filas de camiões em Dover, 24 de dezembro de 2020, foto de Andy Rain/Epa/Lusa

Segundo a RTP, milhares de camionistas permanecem retidos no porto de Dover, cerca de 300 dos quais são portugueses. As longas filas de camiões de mercadorias (fila dupla com cerca de 90km) deverão manter-se nos próximos dias. Apesar dos ferries estarem a trabalhar continuamente para transportar os camiões de Dover para Calais, na França, as filas são muito longas e as novas regras do Brexit, que terão tarifas comerciais e passagens de fronteira, ainda não são conhecidas.

Os camionistas reclamam do prolongado tempo de espera nas filas, da falta de casas de banho e supermercados, estando “exaustos, sujos, sem tomar banho”. Muitos estão há dias vários bloqueados, à espera de um teste de covid, com escassez de alimentos e de água.

O governo português enviou para junto das filas de camiões uma equipa de quatro pessoas para dar assistência aos camionistas, alguns dos quais transportam família nos veículos. A equipa do consulado português em Londres está no terreno, transporta alimentos e água que distribui às pessoas bloqueadas nas filas.

À SIC, um camionista denuncia a "desorganização total" das autoridades inglesas e lamenta a situação "lastimável e desumana".

Termos relacionados Sociedade
(...)