You are here

Marcha Mundial do Clima passa por Portugal este sábado

A marcha terá lugar este sábado, 29 de abril, em mais de 25 países. Em Portugal, a marcha decorrerá em Lisboa, Porto e Aljezur (a partir das 15 horas) e reivindicará o fim de todos os contratos para a exploração de hidrocarbonetos.
Em Portugal, a marcha decorrerá neste sábado a partir das 15 horas em Lisboa (com início no Terreiro do Paço), no Porto (Avenida dos Aliados) e em Aljezur (junto à Câmara Municipal)
Em Portugal, a marcha decorrerá neste sábado a partir das 15 horas em Lisboa (com início no Terreiro do Paço), no Porto (Avenida dos Aliados) e em Aljezur (junto à Câmara Municipal)

Salvar o Clima

A marcha foi convocada nos Estados Unidos como protesto contra as políticas de Trump, que vão contra o clima e agravam o aquecimento global.

Em comunicado de imprensa, as 28 organizações que apoiam a marcha em Portugal salientam que “o aquecimento global antropogénico está a ser provocado pelas elevadas emissões de gases com efeito de estufa, cuja fonte principal são os processos de combustão de hidrocarbonetos, associados à produção e consumo de energia”.

O texto aponta também que o combate às alterações climáticas exige uma mudança com o objetivo de realizar “a transição justa para as energias renováveis, diminuindo progressivamente o uso de combustíveis sujos e perigosos como o petróleo, o gás natural, e o carvão, ao mesmo tempo que se recusam soluções insustentáveis como a energia nuclear e as grandes barragens”.

Não ao Furo, Sim ao Futuro

“Em Portugal, uma das prioridades desta transição energética tem de ser o anulamento imediato de todas as concessões de prospeção e exploração de gás e de petróleo ao longo da costa portuguesa, do Algarve à Beira Litoral, do Oeste à Costa Alentejana. Não é possível uma política climática coerente que possa coexistir com estes contratos de petróleo e gás natural”, destaca comunicado.

Em Portugal, a marcha decorrerá neste sábado a partir das 15 horas em Lisboa (com início no Terreiro do Paço), no Porto (Avenida dos Aliados) e em Aljezur (junto à Câmara Municipal) e terá como reivindicação principal a travagem do furo de prospeção de petróleo e gás em Aljezur e o fim dos contratos para exploração dos hidrocarbonetos.

Para mais informações sobre as marchas em Portugal:

Salvar o Clima

Lisboa, Terreiro do Paço, 15h. Ver evento de facebook.
Porto, Av dos Aliados, 15h. Ver evento de facebook.
Aljezur, Câmara Municipal de Ajezur, 15h. Ver evento de facebook.

Subscrevem a convocação das marchas: Academia Cidadã, ALA - Alentejo Litoral pelo Ambiente, Amnistia Internacional Portugal, ASMAA – Associação de Surf e Atividades Marítimas do Algarve, Bloco de Esquerda, Campo Aberto - Associação de Defesa do Ambiente, Cidadãos pela Pressão Climática, Climáximo, Coletivo Clima, Coopérnico – Cooperativa de Energias Renováveis, Futuro Limpo, GAIA - Grupo de Acção e Intervenção Ambiental, GEOTA – Grupo de Ordenamento do Território e Ambiente, Hidrosfera Portugal, LIVRE, MAS - Movimento Alternativa Socialista, MIA – Movimento Ibérico Anti-nuclear, Partido Ecologista "Os Verdes", PAN – Pessoas, Animais, Natureza, Peniche Livre de Petróleo, Plataforma Não ao Tratado Transatlântico, Porto Sem OGM, Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza, Sciaena – Associação de Ciências Marinhas e Cooperação, SPN - Sindicato dos Professores do Norte e Zero – Associação Sistema Terrestre Sustentável.

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Ambiente
(...)