You are here

Groundforce: Trabalhadores continuam em protesto

Trabalhadores da Groundforce manifestaram-se em frente ao Parlamento. Deputada bloquista Isabel Pires esteve presente na ação e referiu que chamou à Assembleia da República as organizações dos trabalhadores, a administração da empresa e o Ministro das Infraestruturas.
Concentração dos trabalhadores da Groundforce - Foto de Tiago Gillot

Esta segunda-feira, os trabalhadores da Groundforce voltaram a exigir uma resolução para a situação vivida na empresa. Continuam sem receber parte do salário e com horários parcialmente reduzidos, uma decisão que afeta perto de 2400 trabalhadores.

Segundo a RTP, já foram pagos 500 euros a cada trabalhador, mas ainda falta pagar alguns salários, nomeadamente o de fevereiro.

Luísa Borba, da Comissão de Trabalhadores, disse que “efetivamente o acionista maioritário tem que dar explicações, não só ao Governo, mas também a 2.400 trabalhadores”.

A trabalhadora acredita que “fomos amaldiçoados e temos alguém como presidente do conselho de administração que não tem qualquer respeito por nós”.

Ao longo dos dias, os trabalhadores têm-se mobilizado para lutar pelos seus direitos e a deputada do Bloco de Esquerda, Isabel Pires, tem estado presente nas ações de protesto. Após a concentração desta segunda-feira em frente ao Parlamento, reuniu com os trabalhadores e referiu que “no braço de ferro entre administração e governo, quem tem sofrido as consequências é quem não tem o salário devido”.

O Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda requereu a presença das organizações representativas dos trabalhadores, da administração da Groundforce e do Ministro das Infraestruturas para todos os esclarecimentos na Assembleia da República.

No requerimento pode ler-se que “a situação na SPdH/Groundforce vem demonstrar que a decisão de nacionalização deveria ter sido tomada atempadamente, mas que o Governo ainda vai a tempo de salvaguardar a empresa e os seus trabalhadores através do controlo público, garantindo soluções de longo prazo para que não se volte a repetir o não pagamento de salários aos cerca de 2.400 trabalhadores da empresa”.

Voltamos a estar junto dos trabalhadores da Groundforce. Pedem o que lhes é devido: o salário e garantias de que a...

Publicado por Isabel Pires em Segunda-feira, 8 de março de 2021

 

AttachmentSize
PDF icon Requerimento - Audição Groundforce 220.13 KB
Termos relacionados Política
(...)