Está aqui

Turquia lança ataque contra curdos na Síria e Iraque

Observatório Sírio para os Direitos Humanos contabiliza, pelo menos, 31 pessoas mortos e 41 feridos nas províncias de Raqa e Hasaka, na Síria. A par de vitimar civis, o ataque resultou na destruição de um hospital, entre várias outras infraestruturas.
Combatente das Forças de Auto-Defesa (SDF) curdas. Foto Stringer/EPA arquivo).

O Ministério da Defesa da Turquia anunciou este domingo que realizou vários ataques contra bases curdas no norte da Síria e do Iraque. De acordo com as autoridades turcas, foram destruídos 89 alvos, entre os quais abrigos e depósitos de munições. O governo de Ancara alega que esta foi uma retaliação face ao ataque de 13 de novembro na capital, cuja autoria atribui ao Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) e à milícia síria YPG. No entanto, ambos negaram qualquer envolvimento no atentado.

As Forças Democráticas da Síria (FDS), lideradas pelas YPG, e que estão na dianteira do combate contra o Daesh, afirmaram no sábado que foram atacadas duas aldeias com pessoas internamente deslocadas no Norte da Síria.

O Observatório Sírio para os Direitos Humanos (OSDH) anunciou, entretanto, que, pelo menos, 31 pessoas morreram e 41 ficaram feridas em resultado dos 25 ataques aéreos realizados pelo exército turco nas províncias sírias de Raqa e Hasaka.

Entre as vítimas mortais encontrar-se-ão, conforme avança a ANF News, um jornalista da Hawar News Agency. A par de ter resultado na morte de um mínimo de 12 civis, os ataques promovidos por Ancara levaram à destruição de um hospital em Kobanê.

Termos relacionados Internacional
(...)