Está aqui

Seguradoras têm os maiores lucros dos últimos 3 anos

Resultados de 272 milhões de euros, obtidos até Setembro, já superaram o total de 2009. Seguradoras da Caixa Geral de Depósitos estão "preparadíssimas para a privatização".
Seguradoras da CGD: privatização até 2013

As companhias de seguros deverão terminar o ano de 2010 com os maiores lucros dos últimos três anos, de acordo com o relatório da actividade seguradora do Instituto de Seguros de Portugal. Os lucros já superaram os 272 milhões de euros de Janeiro a Setembro deste ano, mais de 1 milhão por dia.

Trinta e três das 47 seguradoras supervisionadas pelo ISP apresentaram lucros. A taxa de cobertura da margem de solvência – isto é, a capacidade financeira da empresa para satisfazer os seus compromissos – das empresas foi, em Setembro de 2010, de cerca de 190 por cento.

"No terceiro trimestre de 2010, seguindo a tendência evidenciada ao longo do ano, assistiu-se a uma subida na produção de seguro directo das empresas de seguros sob a supervisão do ISP. Em termos acumulados verificou-se um aumento de 21,6 por cento face ao período homólogo de 2009, praticamente explicado pelo ramo Vida", aponta um comunicado do ISP.

Seguradoras da CGD "preparadíssimas para a privatização"

No mesmo dia da divulgação do relatório, Jorge Magalhães Correia, presidente das seguradoras do grupo Caixa Geral de Depósitos, afirmou que a venda de uma participação minoritária da Caixa Seguros ocorrerá até 2013.

"Estamos a apreciar a operação e o momento do mercado", diz, assegurando que a empresa está "preparadíssima para a privatização".

Jorge Magalhães Correia disse que, apesar da actual instabilidade nos mercados, "não é certo que não seja este o momento, porque as seguradoras são das poucas instituições hoje que têm liquidez".

Para Magalhães Correia, há vários cenários em cima da mesa para a privatização, sendo que “o que está previsto no PEC é a privatização parcial".

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Sociedade
(...)