Está aqui

Partido Socialista rejeita acordo com Bloco de Esquerda

O comunicado emitido pela Comissão Política do Partido Socialista mandata o seu secretário-geral a formar governo com base apenas nos “compromissos assumidos no seu programa eleitoral” deixando de lado a possibilidade de um acordo de legislatura.
António Costa. Foto de Miguel A. Lopes. Lusa.

Num comunicado com sete pontos, a Comissão Política do PS congratulou-se com o resultado eleitoral do partido e considerou que este demonstrou “apoio à continuidade da solução governativa que, durante quatro anos, garantiu mais crescimento, melhor emprego e maior igualdade, sempre com contas certas”.

Sobre os contactos com os partidos à esquerda e o PAN, o órgão dirigente do PS conclui que “resulta claro que o PS tem condições para formar Governo”, reconhecendo que estes manifestaram “vontade de trabalhar em conjunto para que haja mais quatro anos de estabilidade política, estabilidade que é essencial para o desenvolvimento do país, para a confiança que gera crescimento e para a nossa credibilidade externa”.

Sobre o modo funcionamento desta estabilidade pretendida, o PS omite a possibilidade de um acordo escrito. Escreve-se que “será prosseguida uma metodologia idêntica de apreciação prévia das propostas de orçamentos do estado e de outras relevantes para a estabilidade governativa”.

Para além de mandatar o secretário geral do partido para a formação do governo, no último ponto do comunicado Comissão Política do PS esclarece que a política a seguir será “em linha com os compromissos assumidos no seu programa eleitoral”.

Termos relacionados Política
(...)