Está aqui

Não vai haver mais explorações de petróleo em Portugal

Depois da Australis ter desistido da pesquisa de gás natural na Batalha, no distrito de Leiria, o governo anuncia que não vai haver mais empresas a pesquisar hidrocarbonetos em Portugal.
Manifestação pelo clima
Foto de Paula Nunes

O anúncio do governo foi no seguimento da desistência da Australis em pesquisar gás natural na zona da Batalha, no distrito de Leiria. Em declarações ao Jornal Económico, o ministério do Ambiente e da Ação Climática (MAAC) anunciou que “não serão atribuídos mais contratos de prospeção e pesquisa de gás natural ou petróleo”.

A Australis desistiu, cinco anos depois, de pesquisar hidrocarbonetos em Portugal e de acordo com o MAAC, a empresa enviou uma carta, a 24 de agosto, à Direção-Geral de Energia e Geologia (DGEG) com o objetivo de pôr fim às concessões da “Batalha” e “Pombal” a partir de 30 de setembro de 2020.

O governo informa que a “empresa fundamentou a renúncia com o facto de, pese embora tenha efetuado uma descoberta de gás natural na concessão da ‘Batalha’, com uma dimensão certificada – de forma independente – de 13 mil milhões de metros cúbicos de volume de gás, ter ficado sem opções de prosseguir face à ausência de apoio do Governo às atividades/operações da empresa, nomeadamente nos esforços da empresa para fornecer informações claras, concisas e precisas às populações e autarquias”.

A Australis é obrigada a pagar ao Estado as contrapartidas previstas e a cobrança será efetuada pela DGEG. A empresa australiana também não terá direito a receber nenhum valor das cauções pagas.

O Jornal Económico lembra que já existiram 18 concessões de pesquisa de petróleo e gás  em Portugal. A Australis na Batalha e Pombal, a Kosmos Energy na costa alentejana e Algarve, a Portfuel no Algarve, a Repsol/Partex na costa do Algarve, a ENI/Galp na costa do Alentejo e Algarve, a Repsol/Kosmos/Galp/Partex em na costa entre Lisboa e Porto.

A pressão dos movimentos sociais e a da sociedade obrigou estas empresas a desistir da pesquisa de hidrocarbonetos. A concessão da ENI/Galp na costa do Alentejo e do Algarve tinha uma dimensão de 46,5 quilómetros, em Aljezur.

Termos relacionados Ambiente
(...)