Está aqui

Lançada petição contra os herbicidas com glifosato

O Porto sem OGM, o Diga Não aos Herbicidas com Glifosato e os ativistas Mateus Carvalho e Daniel Neves lançaram um abaixo assinado endereçado à Assembleia da República, ao Ministério do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia e ao Presidente da República com o intuito de remover nacionalmente a utilização de herbicidas com o composto químico glifosato.
“Há provas científicas convincentes de que a substância provoca cancro em animais de laboratório e provas limitadas de que também o faz no ser humano,” pode ler-se na petição.
“Há provas científicas convincentes de que a substância provoca cancro em animais de laboratório e provas limitadas de que também o faz no ser humano,” pode ler-se na petição.

Segundo a Organização Mundial de Saúde, a Agência Internacional de Pesquisa do Cancro (IARC), a Organização das Nações Unidas e a Ordem dos Médicos Portuguesa, este químico é potencialmente cancerígeno.

Contando o abaixo-assinado com mais de 18.000 assinaturas, o assunto voltará a ser discutido na Assembleia da República.

“Há provas científicas convincentes de que a substância provoca cancro em animais de laboratório e provas limitadas de que também o faz no ser humano,” pode ler-se na petição.

“Devido ao perigo que apresenta à saúde humana e animal, entre outros problemas aqui não mencionadaos, vimos pedir aos responsáveis no Governo Português que proíbam o uso, venda e distribuição deste herbicida, usado em culturas geneticamente modificadas, jardins, entre outros usos, em todo o território português. Pedimos que esta medida seja aprovada o quanto antes, numa tentativa de minimizar os efeitos nefastos cada vez maiores na sáude pública, animal e no meio ambiente, causados pelo uso deste herbicida.”, dizem os peticionários.  

Termos relacionados Ambiente
(...)