Está aqui

Documentos secretos revelam envolvimento do Brasil no derrube de Allende

O Arquivo de Segurança Nacional dos Estados divulgou, por ocasião do 57º aniversário do golpe militar no Brasil, documentos que comprovam o envolvimento do Brasil no derrube do presidente chileno Salvador Allende (1970-1973).
Foto de National Security Archive

O Arquivo de Segurança Nacional dos Estados, organização fundada por académicos e jornalistas de investigação, publicou esta quinta-feira, no seu site, doze documentos secretos que revelam "o esforço do regime brasileiro para subverter a democracia e apoiar a ditadura no Chile", diz a agência Lusa.

 

Entre os documentos divulgados, que podem ser consultados na íntegra no site da organização, encontra-se um telegrama enviado pelo então embaixador do Chile no Brasil, Raúl Rettig, ao Ministério das Relações Exteriores do seu país, intitulado "As Forças Armadas brasileiras possivelmente (estão) levando a cabo estudos sobre guerrilhas que estão a ser introduzidas no Chile".

Várias fontes tinham informado a Embaixada de que o regime militar brasileiro estava a avaliar uma forma de instigar uma insurreição para derrubar o governo de Alende. Os militares tinham mesmo estabelecido uma “sala de guerra”, na qual estavam dispostos mapas e modelos da região da montanha dos Andes, assim como da fronteira do Chile, com vista a operações de infiltração no território chileno, confirma agora este telegrama, que à época era “estritamente confidencial”.

 

De acordo com o relatório do embaixador chileno, "as Forças Armadas brasileiras aparentemente enviaram ao Chile vários agentes secretos, que teriam entrado no país como turistas, com a intenção de obter mais informações sobre as possíveis regiões em que um movimento guerrilheiro poderia operar". No momento do envio do telegrama, acrescenta Rettig, ainda não havia uma data para o início deste “movimento armado”.

Este é apenas um das centenas de documentos divulgados pelo jornalista Robert Simon, no seu livro "O Brasil contra a democracia: A ditadura, ou golpe no Chile e a Guerra Fria na América do Sul". Este livro reúne arquivos do Brasil, Chile e Estados Unidos para revelar o papel desempenhado pelo regime militar brasileiro no golpe de 11 de setembro de 1973, que permitiu ao general Pinochet chegar ao poder, assim como a sua contribuição para a repressão no Chile.

 

Além do Brasil, o livro revela também o envolvimento dos Estados Unidos da América nas operações. Um dos documentos retrata uma ocasião na Casa Branca, em dezembro de 1971, quando o Presidente norte-americano Richard Nixon e o general Emílio Garrastazu Médici, um dos mandatários que o Brasil teve durante a ditadura militar, que vigorou entre 1964 e 1985, falaram sobre os esforços para derrubar Allende.

 

Entre os documentos divulgados nesta quarta-feira, data do 57º aniversário do golpe militar no Brasil, há um relatório da CIA sobre reuniões com alguns oficiais militares brasileiros, que indicaram que "os EUA obviamente queriam que o Brasil 'fizesse o trabalho sujo' na América do Sul".

Termos relacionados Internacional
(...)