Está aqui

António Mattos Gomes (1930-2019)

Arquiteto reconhecido, militante histórico do MDP-CDE e da Política XXI, fundador do Bloco de Esquerda e seu militante até ao final da vida, António Mattos Gomes faleceu esta terça-feira aos 89 anos.
Foto de Paulo Cintra

António Manuel Santos Mattos Gomes nasceu a 5 de março de 1930 na Amadora. Concluiu o curso de Arquitetura da ESBAL em 1957. No âmbito da Arquitetura teve uma vida associativa intensa. Foi o primeiro presidente da Secção Regional Sul da Ordem dos Arquitectos entre 1974 e 1977. Foi o primeiro Director do Jornal Arquitectos em 1981-1982 e o responsável pela reedição do estudo sobre Arquitectura Popular em Portugal em 1980. Participou ainda em inúmeros congressos e exposições de Arquitetura.

No âmbito profissional foi Diretor do Serviço de Arquitetura do GNAL – Gabinete do Novo Aeroporto de Lisboa, a partir de 1970. Entre 1978 e 1997 trabalhou para a ANA-EP – Aeroportos e Navegação Aérea, fazendo estudos para vários aeroportos e aeródromos em Portugal e em países africanos de língua oficial portuguesa. Elaborou inúmeros projetos de edifícios, nomeadamente a Torre Verde, um bloco de habitação de 50 fogos em Cascais, várias agências da Caixa Geral de Depósitos, em Tomar, Vila Nova de Poiares e Condeixa a Nova e o Centro Cultural Roque Gameiro na Amadora.

Em outubro de 2018, doou à Biblioteca Jorge Araújo da Escola de Artes da Universidade de Évora parte do seu espólio de revistas e cinco réguas T. Já em 2015 tinha doado à Biblioteca Keil do Amaral duas dezenas dos seus livros e cerca de 480 revistas especializadas. Doou ainda o seu espólio de livros e documentos políticos ao Centro de Documentação 25 de abril da Universidade de Coimbra.

A sua vida política foi igualmente preenchida. Resistente antifascista, foi dirigente do MDP-CDE. Entre várias responsabilidades políticas, foi deputado na Assembleia Municipal de Lisboa durante dois mandatos. Dirigente da Política XXI e da Fórum Manifesto, foi também um dos fundadores do Bloco de Esquerda, partido do qual continuava a ser militante.

O Bloco de Esquerda envia as suas condolências à família e amigos de António Mattos Gomes, prestando-lhe homenagem pelo seu contributo para a democracia e para a esquerda portuguesa.

Termos relacionados Sociedade
(...)