Está aqui

Alemanha nacionaliza gigante da energia

O executivo de Berlim vai assumir o controlo daquele que já foi o maior importador de gás russo da Europa, passando a deter cerca de 99% da Uniper.
Fotografia divulgada no site da Uniper.

De acordo com o Financial Times, o acordo agora firmado para a nacionalização do maior importador de gás natural do país eleva o custo do resgate da gigante da energia para 29 mil milhões de euros. A Alemanha, que já planeava adquirir uma participação de 30% da Uniper, vai agora “comprar" a totalidade da participação da Fortum, atual proprietária da gigante da energia, por cerca de 500 milhões de euros.

Berlim também assumirá uma linha de crédito de 7,5 mil milhões de euros anteriormente garantida pela empresa finlandesa de energia à Uniper. Simultaneamente, o governo alemão irá recapitalizar a empresa em dificuldades com 8 mil milhões, segundo informou o ministro da Economia alemão, Robert Habeck, esta quarta-feira. Acresce a estas medidas a linha de crédito do governo de 13 mil milhões que já tinha sido assegurada à Uniper este ano.

Outrora o maior importador de gás russo da Europa, responsável por mais da metade das compras alemãs de combustível, a Uniper passou a registar enormes dificuldades, com perdas de 8,5 mil milhões de euros durante a crise, quando Moscovo cortou o fornecimento, forçando-a a comprar gás mais caro num mercado crescentemente volátil.

Em abril, o regulador alemão da rede energética assumiu a gestão da antiga filial alemã da Gazprom. Entretanto, na semana passada, Berlim também anunciou assumir o controlo de três refinarias petrolíferas de propriedade russa.

Termos relacionados Internacional
(...)