You are here

120 trabalhadores da CP continuam sem saber o seu futuro

O governo e a administração da CP faltou pela segunda vez à reunião com o sindicato para discussão sobre o futuro dos 120 trabalhadores do serviço de refeições dos bares nos comboios.
Fonte: cgtp.pt.
Fonte: cgtp.pt.

Continua incerto, pelo menos até à reunião reagendada para 10 de Agosto, o futuro dos 120 trabalhadores do do serviço de refeições dos bares nos comboios.

Em comunicado, a estrutura representativa dos trabalhadores revela que “a CP e o Ministério das Infraestruturas faltaram ontem, pela segunda vez consecutiva, à reunião com a empresa concessionária e a Federação dos Sindicatos de Hotelaria, mediadas pelo Ministério do Trabalho”.

Estes trabalhadores, apesar de trabalharem nos comboios da empresa pública, têm o seu vínculo laboral com a concessionária que explora os bares dos comboios, a Risto Rail, pertencente à LSG/Lufthansa, que por sua vez não garantiu o pagamento do salário de Julho nem o futuro dos 120 postos de trabalho.

Segundo a Risto Rail, a CP mantém suspenso o contrato de prestação do serviço de refeições nos bares dos comboios, mas não cancelou os mesmos. Os comboios continuam assim a circular sem qualquer serviço de refeições, uma situação que a Federação considera “uma irresponsabilidade” porque coloca em causa “a saúde dos passageiros”.

“A Federação repudia as ausência da CP e do Ministério das Infraestruturas na reunião e exige o pagamento pontual dos salários, a suspensão do lay-off e a ocupação efectiva dos postos de trabalho, com a reabertura dos bares, e a garantia de todos os postos de trabalho”.

Termos relacionados Sociedade
Comentários (1)