Está aqui

Isabel Pires

Deputada e dirigente do Bloco de Esquerda. Licenciada em Ciências Políticas e Relações Internacionais e mestranda em Ciências Políticas

Artigos do Autor(a)

4 de Julho, 2019 - 20:59h

O último Conselho Europeu teve bastantes particularidades. Além de se ter arrastado por mais dias do que estava inicialmente previsto, os resultados são desastrosos.

21 de Junho, 2019 - 10:39h

Na Suíça, um país com um índice de qualidade de vida semelhante ao dos países nórdicos e sobre o qual assumimos com demasiada facilidade que também as questões de género estão num patamar mais avançado, o que parece nem sempre é.

2 de Dezembro, 2018 - 15:10h

Estive na sexta-feira com o independentista catalão Jordi Cuixart na prisão de Lledoners. Sair de uma prisão com energias renovadas para continuar uma luta pode parecer contraditório, mas não é. Por Isabel Pires.

26 de Outubro, 2018 - 16:32h

No dia em que Joan Jett decidiu subir a um palco e fazer o que, na altura, apenas os homens faziam, mudou o rumo da história do rock e do punk no mundo. Artigo de Isabel Pires.

12 de Outubro, 2018 - 23:00h

Quando o problema da habitação em Lisboa precisa de soluções para ontem, ninguém pode fugir às suas responsabilidades, nem tão pouco se pode ter um discurso e praticar outro.

10 de Outubro, 2018 - 18:16h

Chegamos a uma Europa de bloqueios que falha até quando é chamada a salvar vidas. Veja-se, como exemplo, o caso do navio Aquarius.

18 de Julho, 2018 - 16:56h

O lema da presidência austríaca é “Uma Europa que protege”, um lema baseado na ideia de que a suposta crise de refugiados e de migração tem que ter uma resposta dura por parte da União Europeia.

19 de Junho, 2018 - 11:02h

A violência é um dos temas mais transversais às lutas que no sábado passado defendemos, porque é a dimensão extrema de uma sociedade que ainda tem muito que marchar para acabar de vez com estereótipos e discriminações.

Crónica de Isabel Pires

29 de Maio, 2018 - 22:26h

Falta colocar este lema mais vezes em prática, porque reconhecer mais direitos a mercadorias do que à dignidade da vida das pessoas é um retrocesso civilizacional que ninguém pode aceitar.

21 de Março, 2018 - 15:22h

Não é com a proliferação de alianças entre supostos sociais democratas e ultraconservadores que qualquer projeto político que tenha os povos em primeiro lugar pode ser pensado.

Páginas