Está aqui

Bruno Maia

Médico neurologista, ativista pela legalização da cannabis e da morte assistida

Artigos do Autor(a)

31 de Maio, 2022 - 10:31h

Uruguai e Canadá legalizaram a canábis recretiva em 2013 e 2018, respetivamente. Dois estudos recentes sobre o consumo recreativo oferecem-nos uma visão sobre o que pode ser a realidade após a legalização. Por Bruno Maia, médico.

 

24 de Março, 2022 - 11:46h

O livro de Andreia da Silva Almeida foi o vencedor do Prémio António Arnaut e é uma investigação histórica sobre a criação do Ministério da Saúde e dos debates sobre o sistema de saúde que atravessaram grande parte do período da ditadura. Por Bruno Maia.

24 de Março, 2022 - 11:45h

As comparações apontam que as diferenças de resultados entre os países europeus não se deve ao tipo de sistema adoptado mas sim a diferenças organizacionais e de financiamento entre cada país. Por Bruno Maia.

7 de Março, 2022 - 09:35h

Mil novecentos e oitenta e três é o ano em que o tal “cancro gay” terá chegado a Portugal, é também o nome da exposição de João Pedro Vale e Nuno Alexandre Ferreira que está a decorrer na galeria “Rialto 6”, até Abril. Artigo de Bruno Maia

6 de Março, 2022 - 14:32h

Passaram 30 anos e o Padre Mário desapareceu. Mas viverá nos ensinamentos de solidariedade desassombrados, que me deu a mim e a todos aqueles miúdos de 11 anos, agora adultos.

12 de Fevereiro, 2022 - 11:00h

Sem a capacidade para influenciar as políticas do governo à mesa das negociações – aquelas que o PS recusou a partir de 2019, o que resta à esquerda fazer para defender o SNS? Bem, na verdade resta tudo, resta o mais importante: mobilização social!

31 de Dezembro, 2021 - 12:35h

As propostas para a saúde de muitos sectores da direita estão, cientificamente, erradas. Nenhuma está mais errada do que a proposta da Iniciativa Liberal para transformar o SNS num sistema do tipo “Bismarck”.

19 de Dezembro, 2021 - 16:59h

A cada segundo que passa, Pfizer e Moderna lucram 880€ pela venda das vacinas. Ao contrário do que prometem os arautos do mercado livre, o aumento da produção e a concorrência não baixaram os preços das vacinas.

22 de Novembro, 2021 - 21:33h

Era bom que começássemos todos a pensar no nosso futuro coletivo e que não fosse necessária outra pandemia para nos lembrarmos que os nossos mais velhos merecem viver em dignidade. Até porque, num piscar de olhos, nós seremos esses “mais velhos”!

3 de Novembro, 2021 - 11:32h

O Orçamento de Estado apresentado pelo PS, que lhe valeu elogios de muitos sectores de direita por “ser o mais à esquerda de sempre” – Marques Mendes dixit, merece ser analisado mais profundamente. Vamos à saúde.

Páginas