Está aqui

Torpor: já chegou a revista digital nascida na crise pandémica

Com o objetivo de ser "um espaço de ensaio", a revista digital Torpor procura captar o efeito que a crise pandémica e o confinamento tiveram "tanto nas artes como na vida".
Ilustração de André Ruivo na revista digital Torpor.

Chama-se Torpor e é uma nova revista digital gratuita disponibilizada pela editora abysmo. A revista pretende ser um “espaço de ensaio”.

“A revista nasce assumida e marcadamente durante a crise pandémica e pretende captar o efeito que a mesma, e o respetivo confinamento, teve e terá tanto nas artes como na vida”, refere a abysmo em comunicado enviado à agência Lusa. 

Com direção editorial de João Paulo Cotrim e imagem gráfica de José Teófilo Duarte, conta entre os seus colaboradores com “criadores de toda a espécie”, desde artistas plásticos, ilustradores, fotógrafos, escritores, psicanalistas, divulgadores científicos, ensaístas, jornalistas, poetas, tradutores, designers e produtores.

Nas páginas da Torpor constarão “trabalhos de, por exemplo, Alberto Pimenta, António de Castro Caeiro, António Jorge Gonçalves, Nuno Saraiva, Rita Taborda Duarte, Inês Fonseca Santos, João Fazenda, Sérgio Godinho, Filipe Homem Fonseca, ou António Mega Ferreira, entre muitos outros”.

A Torpor. Passos de voluptuosa dança na travagem brusca foi disponibilizada online, “contra tudo o que seria expectável numa fase de incerteza para a economia e para as artes”, na passada semana, e em breve ficará disponível a versão PDF dos conteúdos no site da abysmo: www.torpor.abysmo.pt 

Termos relacionados Cultura
(...)