Está aqui

SOS Racismo comemora 30 anos com debate, webinar e estreia de podcast

A associação antirracista lança esta quinta-feira o podcast “Viemos para Ficar” e organiza na próxima semana um webinar com quatro mesas de discussão transmitida em direto nas redes sociais.
Logo podcast Viemos para Ficar
Imagem do novo podcast "Viemos para Ficar", em estreia no dia 10 de dezembro.

Fundada a 10 de dezembro de 1990, a SOS Racismo tem sido ao longo das últimas três décadas uma voz de denúncia da discriminação racial em Portugal. 30 anos após a fundação, a associação regista que “se, por um lado, o debate sobre o racismo ganhou dimensão e visibilidade públicas e políticas nunca antes vistas, por outro, a banalização e naturalização da violência verbal e física racista, também ganharam maior protagonismo na disputa política”, culminando na eleição de um deputado da extrema-direita.

“O racismo estrutura as desigualdades económicas e sociais que fustigam as pessoas racializadas no nosso país, através da precariedade laboral, da segregação habitacional, da marginalização escolar, da violência policial e da estigmatização social”, aponta a associação. Para o combater, apela ao “compromisso coletivo e engajamento institucional transversal do país e das suas instituições, com a implementação de políticas públicas direcionadas para o combate às desigualdades com fator racial”.

O facto de o aniversário coincidir com o contexto da pandemia serve para destacar as consequências desta, por virem “revelar ainda mais o carácter estrutural do racismo na nossa sociedade”, em que “de todas as pessoas vulneráveis à devastação económica e social desta pandemia, as pessoas racializadas são as mais expostas às suas consequências”. Daí a importância de reforçar a mobilização contra o racismo, pois “as nossas lutas e as aspirações que as sustentam não podem estar em quarentena”, acrescenta a SOS Racismo.

Debate em Viseu e novo podcast assinalam dia de aniversário

No dia 10 de dezembro, a SOS Racismo comemora o seu aniversário com o lançamento do podcast “Viemos para Ficar”. A primeira edição tem como entrevistado o fundador da associação, José Falcão, e a participação de Joseph Da Silva, Piménio Ferreira, Pedro Coquenão e Mamadou Ba. Também esta quinta-feira, integrado na programação da iniciativa MICAR – Mostra Internacional de Cinema Anti-Racista – fora de Portas, será projetado às 18h no espaço Carmo 81, em Viseu, o filme “A Respeito da Violência” de Göran Olsson, seguido de debate com a presença de Mariana Carneiro, coordenadora do dossier do esquerda.net "Feridas abertas da Guerra Colonial".

Na próxima semana, de segunda a quinta-feira, sempre às 19h, terão lugar quatro sessões de um “webinar antirracista”, transmitido em direto no Facebook e Youtube. Na segunda-feira, o tema é a luta antirracista dos últimos 30 anos, com a presença de ativistas e fundadores da SOS Racismo, como José Falcão, Rosana Albuquerque, Carlos Alvarenga e Bruno Gonçalves e a moderação de Sara Neves. Na terça, dia 15, é a vez de Mamadou Ba, Sílvia Maeso (Investigadora do CES/Coimbra) e Ana Paula Costa (dirigente da Casa do Brasil e ativista da Plataforma GENI) refletirem sobre as políticas antirracistas em Portugal, num debate moderado por Carolina Almeida. Na quarta, dia 16, o tema são os “Espaços e contextos de luta anti-racista”, com a participação de Yussef (Militante do Movimento africano de trabalhadores e estudantes – RGB), Neusa Pedro (ativista do Levantados do Chão) e Sinho Baesa (Vice-Presidente da Associação Cavaleiros De São Brás e Dinamizador Sociocultural) e moderação de Joana Cabral. O webinar encerra na quinta-feira com a sessão sobre o “Movimento negro Brasileiro e suas articulações” e conta com a presença de Benedita Silva (política, ativista e primeira senadora negra brasileira) e Ana Flávia Magalhães Pinto (professora na Univ. de Brasília e integrante da Rede de HistoriadXs NegrXs), com moderação de Rebeca Gomes de Freitas.

Antes do final do mês, a SOS Racismo conta ainda lançar um documentário denominado “30 anos, olhares sobre o racismo”, com autoria de Bruno Cabral, Eddie Pipocas e Dércio Ferreira.

Termos relacionados Sociedade
(...)