Está aqui

Processo da extradição de Assange vai continuar em tribunal até maio

A juíza britânica encarregue do caso aceitou os argumentos da defesa e dos advogados que representam os EUA para dividir as sessões de julgamento em duas partes, marcando-as para fevereiro e maio.
Concentração à porta do tribunal de Westminster em janeiro
Concentração à porta do tribunal de Westminster em janeiro. Foto Facundo Arrizabalaga/EPA

O fundador da Wikileaks continua preso em Inglaterra enquanto aguarda a decisão sobre a extradição para os Estados Unidos. A justiça norte-americana quer julgá-lo por violação da lei da espionagem e conspiração para retirar dados dos computadores do Estado, arriscando uma pena de prisão de várias décadas.

Esta quinta-feira, a juíza Vanessa Baraitser, do tribunal de Westminster, decidiu acolher os argumentos da defesa e da acusação para dar mais tempo para prepararem as audiências deste processo. Os advogados de Julian Assange dizem ter dificuldade em ter acesso ao seu cliente na prisão.

Assim, as audiências serão divididas em duas partes: a primeira terá início a 24 de fevereiro e vai durar uma semana, dedicada à discussão sobre as motivações políticas e possível abuso processual da acusação norte-americana a Assange; e a segunda realizar-se-á a partir de 18 de maio e vai durar três semanas.

Os norte-americanos já se opuseram a que sejam chamadas testemunhas protegidas pelo anonimato para deporem em defesa de Assange. O estado mental do fundador do Wikileaks, que viveu confinado ao edifício da embaixada do Equador em Londres desde 2012 até ao ano passado, quando foi levado para a prisão em regime de isolamento, também será avaliado durante estas audiências em tribunal.

Assange assistiu à sessão desta quinta-feira por videolink, mas a forma confusa como respondeu em tribunal em outubro adensou as preocupações acerca da sua saúde física e mental. Em novembro, um grupo de 60 médicos dirigiu uma carta ao ministro do Interior Britânico, alertando-o que Assange pode vir a morrer na prisão se não receber os cuidados médicos adequados e pedindo a sua transferência para um hospital.

Termos relacionados Internacional
(...)