Está aqui

Precários Inflexíveis invadem call center

Movimento foi convocar a greve geral de 24 de Novembro no call center de uma das principais instituições bancárias do país, onde os trabalhadores estão entre os mais explorados e chantageados.
Movimento apelou à greve geral dentro do call center

Na tarde desta quarta-feira, os Precários Inflexíveis conseguiram entrar no call center de uma das principais instituições bancárias do país para fazer um apelo à adesão à greve geral de 24 de Novemmbro. Durante a acção foi aberta uma faixa onde se pode ler “Não pisem mais o precário, Greve Geral dia 24 de Novembro!”.

“Procurámos, com este contacto no próprio local de trabalho, furar o muro de silêncio que deixa os direitos mais básicos à porta dos call centers”, diz o movimento. “A exploração aqui é também sinónimo de coacção, que reprime a organização destes trabalhadores, que põe todos os dias em causa os seus direitos, nomeadamente o direito à greve.”

Os Precários Inflexíveis procuraram fazer a mobilização para a greve junto de quem trabalha sobre as piores condições. “Os trabalhadores e trabalhadoras dos call centers estão entre os mais explorados e mais chantageados. São policiados no seu local de trabalho, forçados a ritmos de trabalho desumanos, pressionados permanentemente, sem quaisquer condições ou direitos, com elevada rotatividade e salários muito baixos. O trabalho nos call centers é um exemplo flagrante de um modelo que se tenta impor e ameaça o conjunto da classe trabalhadora.”

A acção ficou documentada no vídeo abaixo.

Precários Inflexíveis Invadem Call Center :: Greve Geral

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Sociedade
Comentários (1)